Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
1

Google Portugal e Governo anunciam programa de cooperação para recuperação económica

Memorando estabelece um conjunto de programas para acelerar a transição digital.
Lusa 29 de Setembro de 2020 às 17:07
Google
Google FOTO: Dado Ruvic / Reuters
O Governo e a Google Portugal assinaram esta terça-feira um memorando de entendimento que visa a recuperação económica e a aceleração da transição digital, em que as competências digitais e empregabilidade são as principais áreas previstas no documento.

"A Google Portugal reforçou hoje o seu compromisso com o Governo e os portugueses para apoiar a transição digital e oferecer as ferramentas e a formação que irão ajudar nas competências digitais e na empregabilidade, acelerando a recuperação económica portuguesa", refere a Google e o Ministério da Economia, numa nota conjunta.

O programa "Gow Portugal With Google" está alinhado com as prioridades definidas pelo Governo nas competências digitais, empregabilidade, 'startups' e inteligência artificial.

O memorando de entendimento, esta terça-feira assinado pelo ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, e pelo diretor regional da Google Portugal, Bernardo Correia, estabelece um conjunto de programas para acelerar a transição digital.

Entre os vários programas constam o relativo a "Empregos na Pesquisa Google'", disponível a partir de hoje, resultante de uma parceria com o Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP).

"Esta experiência já ligou 10 milhões de pessoas a empregos em todo o mundo", é referido.

A partir de 06 de outubro, avança o "Atelier Digital", que visa dar competências no mundo digital.

"Desde 2016, mais de 83.000 portugueses foram formados em competências digitais através do Atelier Digital - cursos 'online' e presenciais em colaboração com o Conselho Coordenador dos politécnicos portugueses. Agora, a versão presencial do Atelier Digital foi convertido para o 'online', numa versão 'webinar' com um total de 10 sessões com 10 politécnicos diferentes", adiantam o ministério da Economia e a Google.

"Este ano, o nosso objetivo é treinar 32.000 portugueses em competências digitais, ou seja 10.000 mais do que em 2019", referem.

A partir de 14 de outubro arranca o "Android Training Program", programa que agora é alargado para incluir formação em 'cloud' e 'machine learning' [processo pelo qual os computadores desenvolvem o reconhecimento de padrões] e surgem novas parcerias com universidades para eventos 'online' com o objtivo de formar mais de 3.000 programadores ao longo de 12 eventos.

No ano passado, a Google, em parceria com 11 instituições de educação, visou formar os portugueses através deste programa, tendo sido realizados 14 eventos, com um total de 2.000 programadores formados.

Está também previsto o lançamento da ferramenta "'AI for business check-up'", ou seja, inteligência artificial (IA) dirigida aos negócios, tendo em vista a melhoria da competitividade global.

"O lançamento desta ferramenta em Portugal irá proporcionar às empresas obterem recomendações personalizadas sobre como podem implementar a IA nos seus negócios", referem-

Além disso, "a Google juntou-se à Indico Capital Partners para lançar o programa de aceleração 'Indico Accelerator Program powered by Google for Startups'. O programa está atualmente a decorrer com o apoio da StartUp Portugal, e terá a sua conclusão em junho de 2021", acrescentam.

O programa inclui 'mentoring', formação, 'masterclasses', apoio na obtenção de financiamento, recrutamento, segmentação de produto e de consumidores da parte da Google e da Indico.

A Google lançou com a Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) "três 'webinars' gratuitos com foco na expansão internacional e como o digital pode ajudar as empresas a escolherem o mercado correto para a expansão internacional".

Os seis programas "são parte do memorando de entendimento num esforço para apoiar Portugal na sua recuperação económica".

Em julho, a Google assumiu um novo compromisso de ajudar "10 milhões de pessoas e negócios na Europa, Médio Oriente e África (EMEA) a encontrar empregos, na digitalização e a crescer", refere a tecnológica.

Google Portugal Governo programa de cooperação recuperação económica
Ver comentários