Barra Cofina

Correio da Manhã

Tecnologia
4

Supercomputador chega a Guimarães em meados de 2021

Aparelho a instalar em Portugal "será um dos 50 mais poderosos do mundo".
Lusa 18 de Dezembro de 2020 às 19:47
Évora acolhe supercomputador ligado ao projeto do maior radiotelescópio do mundo
Évora acolhe supercomputador ligado ao projeto do maior radiotelescópio do mundo FOTO: Nuno Veiga / Lusa
Um dos oito supercomputadores adquiridos pela União Europeia vai ser instalado no AvePark, em Guimarães, em meados de 2021, revelou esta sexta-feira o diretor do Minho Advanced Computer Centre (MACC).

Em declarações à Lusa, Rui Oliveira disse que o supercomputador vai dotar Portugal de "capacidade computacional para o desenvolvimento de simulações em todas as áreas da ciência e investigação".

Segundo um comunicado do PSD no Parlamento Europeu, o supercomputador a instalar em Portugal "será um dos 50 mais poderosos do mundo".

Com capacidade para realizar 10 mil biliões de operações por segundo, tem uma massa de, aproximadamente, 26 toneladas e uma dissipação de 1,7 megawatts de potência elétrica.

Na segunda-feira, a Câmara de Guimarães vai aprovar um memorando de entendimento com a Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) e a Universidade do Minho com vista à instalação do MACC no AvePark e a criação de condições para acolher o supercomputador.

Estrutura destinada a prestar serviços de computação avançada, o MACC foi criado pela FCT, em conjunto com a Universidade do Minho, a criação do Minho Advanced Computing Centre (MACC), estrutura destinada a prestar serviços de computação avançada.

Assim, de acordo com o memorando de entendimento, a Câmara assume a aquisição do lote 15 no AvePark, incluindo o imóvel existente, destinado a alojar o MACC.

O lote será cedido à FCT, o mesmo acontecendo com o lote 15, propriedade da Câmara, mediante um valor a acordar.

O supercomputador chegará ao abrigo da Empresa Comum para a Computação Europeia de Alto Desempenho (EUROHPC), uma iniciativa da União Europeia criada em 2018 que visa tornar a Europa líder mundial no domínio da supercomputação.

A eurodeputada do PSD Maria da Graça Carvalho, foi encarregue pela Comissão ITRE -- Indústria, Investigação e Energia, do relatório legislativo sobre a EUROHPC.

Para a nova missão da EUROHPC, lançada em setembro deste ano pela Comissão Europeia, foi proposto um orçamento total de oito mil milhões de euros.

"O objetivo da Comissão Europeia é criar uma rede capaz de servir todos os setores europeus, incluindo indústria, pequenas e médias empresas (PME) e setor público, independentemente do local onde estes se encontrem na União Europeia", sublinha o comunicado do PSD.

Ver comentários