Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
6

Apoio a novelas chama turistas

A ficção da TVI tem sido pioneira na divulgação dos mais recônditos lugares, hábitos e tradições de Portugal, mas também dos países a que a História nos liga. Macau, Brasil ou Moçambique compõem a tela dos décors das novelas do canal de Queluz de Baixo.
28 de Agosto de 2009 às 00:00
'Meu Amor', a nova novela da TVI, terá como cenário as paisagens do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
'Meu Amor', a nova novela da TVI, terá como cenário as paisagens do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina FOTO: d.r.

Mas isso só é possível com o apoio das entidades locais e governamentais. “As novelas, toda a ficção e o cinema, sem o apoio das câmaras e dos governos não sobrevivem” reconhece André Cerqueira, director-geral da Plural. Seguindo esta lógica, a produtora da TVI prepara-se para estrear a nova novela de António Barreira, ‘Meu Amor’, cujas gravações vão decorrer na Zambujeira do Mar. Curiosamente, esta produção – que terá como protagonistas Alexandra Lencastre, Margarida Marinho e Rita Pereira – não terá apoio da autarquia de Odemira. “A Câmara deu apenas apoio logístico e refeições para os castings”, confirma à Correio TV Marlene Coelho, da edilidade. “As gravações no Alentejo vão ser curtas, uma ou duas semanas, porque o grosso será em Lisboa”, explica Cerqueira.

O mesmo não acontece em Arcos de Valdevez, onde é gravada parte substancial da novela ‘Deixa que te Leve’, protagonizada por Mariana Monteiro e João Catarré, cuja autarquia tem sido incansável no apoio logístico desde o início das gravações. Francisco Rodrigues de Araújo, presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, revelou à Correio TV que o apoio efectivo corresponde ao “alojamento e alimentação da equipa de produção e do elenco”. Em termos de investimento camarário, o edil faz uma estimativa na ordem dos “50 mil euros”. Valor este que só não é mais elevado porque a equipa está alojada no hotel [com 37 quartos] da Escola Profissional do Alto Lima. As gravações decorrem no centro histórico desta vila do Alto Minho e também na Peneda-Gerês. A igreja e a mercearia são parte do cenário desta produção que descobriu pormenores que surpreenderam as gentes da terra. “Eu sigo esta novela e posso dizer que a produção mostra aspectos do rio Vez e do concelho a que não dávamos a importância merecida. A equipa da Plural valorizou muito algumas belezas naturais”, disse Francisco de Araújo. O autarca regozijou-se ainda com o resultado. “Não esperava tanto retorno turístico. Desde que começaram as gravações que os visitantes que vêm ao fim-de-semana, sobretudo ao domingo, duplicaram. E há cada vez mais excursões”.

Um retorno igualmente surpreendente foi o da Câmara Municipal do Funchal com as gravações de ‘Flor do Mar’, protagonizada por Paula Lobo Antunes e Maria João Bastos. A autarquia teve a seu cargo as despesas de figuração, superior a 32 mil euros. Em compensação, o “turismo subiu 11,2%”, disse Conceição Estudante, do Turismo da Madeira. Esta novela, da autoria de Maria João Mira, André Ramalho e António Barreira, valeu um prémio à casa. “Descobrimos a hospitalidade dos madeirenses e também os cativámos. O Governo Regional ofereceu à TVI e à Plural a Medalha de Mérito da Madeira”, revelou António Barreira.

A novela ‘Sentimentos’, por seu turno, protagonizada por Joana Solnado e Margarida Vila-Nova, mostra imagens únicas do Oriente: Macau. “Contámos com a ajuda do Governo de Macau nas passagens, hospedagem e alimentação. Não era uma equipa muito grande, mas seria uma despesa enorme conseguir tudo isso para os mais de 20 técnicos e elenco. Falamos de cerca de 50 pessoas”, revela André Cerqueira. A par das paisagens, também as tradições são sublinhadas pelo autor, Tozé Martinho. “Li várias coisas sobre Macau, embora já conhecesse o território. Foi uma longa preparação para que tudo fosse feito muito criteriosamente, revelando aspectos culturais e sociais, assim como alguns monumentos”.

O apoio das autarquias é uma mais-valia para as produções, mas o director-geral da Plural garante que não se trata de nenhuma estratégia, mas sim de uma parceria que permite ao telespectador “conhecer o que existe em Portugal” ou “fora dele”. Para André Cerqueira, “o público é que fica a ganhar”, mas as localidades também, com o aumento das receitas turísticas. “Poucas pessoas têm o prazer de conhecer Portugal por inteiro, por isso acho que é um dever, também da ficção, mostrar o que existe no país. Penso que podemos ter um papel importante no aumento do interesse turístico. E acho que temos conseguido fazer isso graças ao apoio das câmaras” explica André Cerqueira.

Recorrer ao apoio das autarquias permite, aliás, cenários mais ricos. “Não é fácil para nós mandar a estrutura de uma gravação para fora dos estúdios, porque são dezenas de pessoas – desde os técnicos ao elenco – por isso tem sido um esforço muito proveitoso esta parceria com as câmaras e os governos”, reforça o produtor. André Cerqueira concorda que as gravações nas diversas localidades são um forte pólo de atracção turística, contudo, sublinha: “Acho que é uma troca muito justa e acho que quem sai a ganhar são as pessoas. Os espectadores lucram muito em conhecer o país e os outros países a que estamos ligados. E quem teve vivências em Macau ou no Brasil, por exemplo, pode não ter oportunidade de lá voltar. E é importante conseguir levar as pessoas a esses lugares através de uma novela”. Em ‘Meu Amor’ poderemos ver como cenário paisagens da Costa Vicentina. Até lá, continuam a encantar as imagens de Arcos de Valdevez, em ‘Deixa que te Leve’, e de Macau, em ‘Sentimentos’.

PERFIL

Rita Pereira é uma das protagonistas da nova produção da TVI, intitulada ‘Meu Amor’. A actriz vai contracenar com Alexandra Lencastre e Margarida Marinho.

'SENTIMENTOS'

Joana Solnado co-protagoniza, com Margarida Vila-Nova e Diogo Amaral, esta história entre o Ocidente e o Oriente, escrita por Tozé Martinho. Algumas cenas foram gravadas em Macau, como esta com a personagem Leonor, numa loja típica daquele território. Na imagem, um dos muitos figurantes orientais.

'DEIXA QUE TE LEVE'

O centro histórico de Arcos de Valdevez, algum do comércio local e dos lugares mais emblemáticos compõem o décor desta novela. Na imagem pode ver-se a igreja da vila, onde têm sido gravadas algumas cenas. Protagonizam esta produção Mariana Monteiro, João Catarré e Vera Kolodzig.

'FLOR DO MAR'

A Madeira e a sua beleza natural e paisagens rurais e urbanas enchem o cenário desta novela escrita por Maria João Mira, André Ramalho e António Barreira. Nesta imagem, com a actriz Sara Barradas, pode ver-se a arquitectura típica da região.

'FASCÍNIOS'

Esta novela exibida pela TVI “foi pioneira em Portugal da cultura da Índia” diz o autor António Barreira. Muitas cenas foram gravadas em Goa e Bombaim. Nesta imagem estão Mariana Monteiro e Rogério Samora, intérpretes do enredo.

EM NÚMEROS

32.240 euros - Pagos pela autarquia para figurantes de 'Flor do Mar'

500 mil euros - Em promoção da Madeira durante a exibição da novela

50 mil euros - Apoio de Arcos de Valdevez a 'Deixa que te Leve'

11,2 por cento - Crescimento do turismo na Madeira

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)