Câmara de Lisboa tenta travar providência cautelar

Autarquia lisboeta vai invocar interesse público para fazer avançar negócio com a JCDecaux.
Por Duarte Faria|11.07.18
A Câmara de Lisboa vai invocar, em reunião extraordinária marcada para esta quinta-feira, o interesse público para adjudicar a concessão dos meios de publicidade exterior da capital à JCDecaux por 15 anos, sabe o CM.

A resolução fundamentada, que irá a votos da vereação, permitirá contornar a providência cautelar interposta por outra das empresas que se apresentou a concurso, a dreamMedia, a 22 de junho.

Ao CM, Ricardo Bastos, CEO da dreamMedia, lamenta que a autarquia liderada por Fernando Medina continue a "defender a ilegalidade da proposta da JCDecaux" e considera o mecanismo encontrado pela câmara para suspender os efeitos da providência cautelar "perfeitamente desadequada para esta situação".

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!