Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Comentários de analistas sobre guerra voltam a incendiar a internet

Major-general Agostinho Costa disse na CNN Portugal que intervenções de Zelensky são uma “triste encenação”.
Vanessa Fidalgo 7 de Abril de 2022 às 09:31
Alguns comentadores atribuíram as culpas do massacre de Bucha aos ucranianos
Alguns comentadores atribuíram as culpas do massacre de Bucha aos ucranianos FOTO: OLEG PETRASYUK/epa
Mais achas para a polémica dos comentários proferidos por analistas com altas patentes militares na televisão portuguesa. Esta quarta-feira, na CNN Portugal, o major-general Agostinho Costa afirmou que “o senhor Jens Stoltenberg [secretário-geral da NATO] é o porta-voz do Pentágono na Europa”. Mas não se ficou por aqui. Depois de ter sido aprovado o discurso de Volodymyr Zelensky no Parlamento, Agostinho Costa disse que “não se percebe quais são os objetivos” do Presidente da Ucrânia, “para além deste périplo digital pelas capitais europeias, intervenções nos Grammy, esta triste encenação que estamos a acompanhar”.

Este e outros comentários têm levado a opinião pública a acusar a existência de uma corrente de apoio à Rússia na comunicação social portuguesa, gerando uma onda de indignação, em particular na rede social Twitter.

Em causa estão comentários como os do major-general Carlos Branco, também na CNN Portugal, que pôs em xeque a autoria do massacre de Bucha, sugerindo a hipótese de este ter sido perpetrado pelas forças ucranianas, como forma de vingança sobre as populações civis apoiantes das fações separatistas. “Algumas das pessoas que estavam no chão tinham uma faixa branca no braço, geralmente utilizada pelos civis de Bucha que eram coniventes com os russos, e são esses indivíduos que estão no chão”, afirmou.

O CM tentou esta quarta-feira obter uma reação de Nuno Santos, diretor da CNN Portugal/TVI, a este assunto, mas este não respondeu.

Entre outras opiniões pró-russas, também o major-general Raul Cunha afirmou, na SIC, que o atual regime ucraniano, liderado por Volodymyr Zelensky, resultou do “derrube de um Presidente legítimo” e que o “Presidente russo foi encurralado pela NATO”.
Ver comentários
}