Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

ERC faz recomendações à SIC após 292 queixas sobre Supernanny

Entidade pede à estação que preserve a intimidade das crianças em futuros programas.
Lusa 8 de Junho de 2018 às 12:43
A psicóloga Teresa Paula Marques
‘Supernanny’ não será exibido hoje à noite, já que a SIC decidiu cancelar a emissão na sequência de uma ordem judicial
Teresa Paula Marques
Teresa Paula Marques
Teresa Paula Marques
Psicóloga Teresa Paula Marques é a ‘Supernanny’
A psicóloga Teresa Paula Marques
‘Supernanny’ não será exibido hoje à noite, já que a SIC decidiu cancelar a emissão na sequência de uma ordem judicial
Teresa Paula Marques
Teresa Paula Marques
Teresa Paula Marques
Psicóloga Teresa Paula Marques é a ‘Supernanny’
A psicóloga Teresa Paula Marques
‘Supernanny’ não será exibido hoje à noite, já que a SIC decidiu cancelar a emissão na sequência de uma ordem judicial
Teresa Paula Marques
Teresa Paula Marques
Teresa Paula Marques
Psicóloga Teresa Paula Marques é a ‘Supernanny’

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) decidiu, no âmbito do processo aberto após 292 queixas sobre o Supernanny, emitido pela SIC em janeiro, recomendar àquela estação televisiva que preserve a intimidade das crianças em futuros programas.

De acordo com a informação agora publicada na página do regulador, tendo em conta as deliberações adotadas em maio passado, uma das decisões foi a "recomendação à SIC, no seguimento do procedimento aberto pela ERC a propósito do programa 'Supernanny', que em futuros programas envolvendo a representação de menores, ao obter o consentimento parental ou tutelar para a participação de menores em programas televisivos, descreva de forma detalhada e compreensível o teor de tais programas e os riscos, físicos, psíquicos e sociais associados, facultando de igual modo a informação de que tal consentimento é, nos termos da lei, a todo o tempo revogável".

A ERC aconselha também que a SIC "assegure, em qualquer circunstância, que a exposição mediática das crianças preserva os aspetos invioláveis da sua intimidade e não se centra nos seus comportamentos problemáticos".

Entidade Reguladora para a Comunicação Social ERC Supernanny SIC
Ver comentários