Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Facebook ameaça acabar com notícias na Austrália

Governo quer que rede social pague pelos conteúdos informativos que publica.
Sónia Dias 17 de Junho de 2020 às 08:41
Mark Zuckerberg
Mark Zuckerberg FOTO: Stephen Lam
A partilha de notícias no Facebook pode ter os dias contados na Austrália. Em abril, este país anunciou que ia obrigar gigantes tecnológicos como o Facebook e a Google a partilhar as receitas de publicidade gerada a partir de artigos produzidos pela imprensa e, adicionalmente, a pagar pelo conteúdo noticioso feito por meios de comunicação social.

Em resposta a esta medida, a rede social de Mark Zuckerberg ameaça acabar com os conteúdos noticiosos já que estes representam “uma fração muito pequena” do que os utilizadores veem nos feeds. Segundo o ‘The Guardian’, os dados reunidos nos últimos dois anos pelo Facebook revelam que o “conteúdo noticioso é altamente substituível por outros e não adiciona valor significativo a longo prazo”. “Se não houver conteúdo noticioso, estamos confiantes que o impacto nas métricas de comunidade do Facebook e as receitas na Austrália não seria significativo”, adianta a rede social, que poderá alargar a ameaça a outros países.

Num documento elaborado a pedido do governo de Camberra, a Comissão de Concorrência e Consumo já estava a trabalhar num código de conduta para um acordo entre os grupos de media e os gigantes da internet. Recorde-se que em França a autoridade da concorrência obrigou recentemente a Google a negociar com a imprensa um pagamento por uso de conteúdo nos resultados de pesquisa e no serviço de agregação de notícias e em Espanha o Google News foi mesmo encerrado.
Ver comentários