Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

Google quer começar a pagar por notícias

Gigante da Internet vai remunerar empresas de comunicação por conteúdos premium.
Sónia Dias 28 de Junho de 2020 às 10:11
Google
Google
Google
Google
Google
Google
A Google acaba de anunciar que vai passar a pagar por notícias numa iniciativa que envolve, para já, a colaboração com empresas de comunicação social de três países - Brasil, Alemanha e Austrália. Contudo, a multinacional norte-americana espera, muito em breve, poder “alargar as negociações a muitas outras espalhadas pelo Mundo”.

A gigante da internet vai remunerar os grupos de media de acordo com os conteúdos premium (exclusivos para assinantes) produzidos, assumindo os custos para eliminar o ‘paywall’ dessas páginas, de forma a oferecer acesso gratuito aos leitores através do Google Notícias e Google Discover.

O projeto, que arranca no final do ano, terá em conta a importância editorial das notícias, ou seja, só alguns conteúdos considerados “essenciais” serão libertados para os leitores e “pagos” pela Google. “Os nossos parceiros, com quem estivemos em conversações durante vários meses, dizem que esta é uma mudança de direção muito positiva”, diz a empresa da Alphabet, que já está a trabalhar com vários jornais, entre eles o ‘Der Spiegel’, na Alemanha, e a ‘Gazeta’, no Brasil, assim como os grupos australianos Schwartz Media, The Conversation e Solstice Media.

Entretanto, David Chavern, presidente da News Media Alliance, que representa o setor dos media nos EUA, disse que o plano apresentado é “vago e confuso” e pode ter como único objetivo ajudar a Google em batalhas legais com os media. “É um passo na direção certa, mas é muito pequeno”, comentou.
Google Notícias Brasil Alemanha Austrália Mundo economia negócios e finanças media
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)