Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media

Joe Biden significa novo começo para Taxa Google

Livre das sanções de Trump, Macron volta a aplicar impostos às grandes empresas digitais.
Sónia Dias 29 de Novembro de 2020 às 09:29
Emmanuel Macron
Donald Trump
Emmanuel Macron
Donald Trump
Emmanuel Macron
Donald Trump
Com Donald Trump prestes a deixar a Casa Branca, Emmanuel Macron ficou livre das suas sanções e viu o caminho aberto para voltar a tributar as grandes empresas digitais que operam em França mas pagam impostos noutro país. Na segunda-feira, a Taxa Google será um dos tópicos discutidos com a Administração Biden durante um primeiro contacto entre esta e o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire.

“Espero que esta nova administração signifique um novo começo nas relações entre a Europa e os Estados Unidos”, disse Le Maire à Bloomberg, acrescentando que não perde a esperança de alcançar um acordo ao nível da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) em 2021. Para isso, contudo, terá de contar com a colaboração dos EUA que, até aqui, têm sido um entrave nas negociações.

Entretanto, o secretário-geral da OCDE disse esta semana que a aplicação da taxa digital é fundamental para mitigar a crise económica provocada pela pandemia. “Corremos o risco de as guerras fiscais se transformarem em guerras comerciais, num momento em que a economia global já está a sofrer muito”, alertou Angel Gurría.

Para Bruxelas as empresas de tecnologia são as grandes beneficiárias da crise mundial, pelo que necessitam de ser urgentemente taxadas. Caso a OCDE não consiga fechar o acordo, a Comissão Europeia pretende avançar com o seu próprio imposto. Em causa está a redistribuição de 85 mil milhões de euros e um crescimento económico anual de um ponto percentual.
Ver comentários