Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
4

Mais de uma dezena de candidatos na corrida à próxima administração da RTP

Membros da atual equipa de gestão e antigo presidente do CO avançaram com projetos.
Duarte Faria e Sónia Dias 25 de Fevereiro de 2021 às 08:02
RTP
Sérgio Figueiredo
Manuel Coelho da Silva liderou o Conselho de Opinião da RTP
Hugo Figueiredo
RTP
Sérgio Figueiredo
Manuel Coelho da Silva liderou o Conselho de Opinião da RTP
Hugo Figueiredo
RTP
Sérgio Figueiredo
Manuel Coelho da Silva liderou o Conselho de Opinião da RTP
Hugo Figueiredo
A corrida à próxima administração da RTP está a gerar muito interesse. Ao que o CM apurou, foram entregues 12 candidaturas no âmbito do processo público, e inédito, lançado pelo Conselho Geral Independente (CGI) para encontrar a próxima equipa que vai gerir os destinos da empresa pública de rádio e TV. Prevê-se que o mesmo esteja concluído até ao fim de março. O período para que os candidatos manifestassem interesse acabou na terça-feira, 23. Os selecionados deverão, a partir de agora, desenvolver o seu plano para o futuro da empresa.

O CM sabe que uma das candidaturas conta com o atual administrador com o pelouro dos conteúdos, Hugo Figueiredo, e poderá incluir também Nicolau Santos, atual presidente da Lusa. Se for escolhida, a administradora financeira Ana Dias Fonseca também poderá permanecer na RTP. Esta é vista, internamente, como a candidatura da continuidade da linha seguida pelas duas últimas administrações lideradas por Gonçalo Reis. Sérgio Figueiredo, ex-diretor de Informação da TVI, também apresentou um projeto, tal como Manuel Coelho da Silva, antigo presidente do Conselho de Opinião (CO). Isto depois de ter renunciado na passada segunda-feira à presidência do CO, cargo que ocupava interinamente desde o fim do mandato dos atuais membros do organismo, em outubro de 2020 - até à eleição dos novos elementos a presidência fica a cargo de Rui Oliveira e Costa. Quem também avançou foi Pedro Mota Carmo, ex-CEO da Nos Cinemas.

Mas também há quem, apesar de convidado (o CGI está a ser ajudado neste processo pela empresa de recrutamento Boyden), tenha recusado. São os casos, sabe o CM, de Luís Nazaré, antigo presidente da Anacom e CTT, e Luís Marques, ex-administrador da RTP e da SIC.

Recorde-se que o CGI está, para já, a escolher o presidente e um vogal. O responsável financeiro será indicado numa 2ª fase, com a aprovação do Ministério das Finanças. Contactada pelo CM, fonte oficial do CGI optou, para já, por não se pronunciar.

Ver comentários