Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
3

Migração da TDT adiada para 12 de agosto devido à evolução da pandemia do coronavírus

Processo da libertação da faixa dos 700 MHz da televisão digital terrestre é essencial para o arranque da rede 5G.
Lusa 20 de Julho de 2020 às 12:42
Utilizadores da TDT só têm de ressintonizar a televisão ou o descodificador quando o ecrã da televisão ficar a negro
Utilizadores da TDT só têm de ressintonizar a televisão ou o descodificador quando o ecrã da televisão ficar a negro FOTO: Luís Guerreiro
O processo da libertação da faixa dos 700 MHz da televisão digital terrestre (TDT), essencial para o arranque da rede 5G, foi adiado de 3 para 12 de agosto devido à evolução da pandemia, anunciou esta segunda-feira a Anacom.

A Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom) refere que, em 10 de julho, a Meo (Altice Portugal) informou o regulador da necessidade de alterar o calendário do processo de migração da TDT "devido à indisponibilidade de um dos seus fornecedores para prestar no terreno os serviços de ressintonia dos emissores, em virtude da situação da pandemia da Covid-19 em Portugal".

Nesse sentido, "o processo de migração da rede de TDT, que tem estado suspenso devido à crise pandémica, só será retomado no dia 12 de agosto e não no dia 3 de agosto como a Meo tinha proposto anteriormente", adianta a Anacom.

Segundo o novo calendário, que mereceu a "concordância do Governo e da Anacom", o processo de migração será retomado com a ressintonia do emissor de Alter do Chão, em 12 de agosto, em vez do dia 3 de agosto com o de Palmela, a que se seguiriam os emissores da região da Grande Lisboa.

"A conclusão dos trabalhos está agora prevista para o dia 18 de dezembro de 2020, uma semana depois da data constante da calendarização aprovada anteriormente", adianta o regulador.

A rede de televisão digital terrestre é composta por 243 emissores, dos quais faltam migrar 180. "Quando o processo foi suspenso, em 13 março, já tinham sido alterados 63 emissores", adianta.

"No dia 12 de agosto, quando for alterado o emissor de Alter do Chão, as pessoas que recebem o sinal de televisão através deste emissor ficarão com o ecrã da televisão a negro. Nesse momento apenas será necessário fazer a sintonia da televisão ou do descodificador de TDT, e continuarão a ver televisão gratuitamente, como tem acontecido até agora", informa a Anacom.

O regulador "teve a preocupação de assegurar que não será necessário substituir ou reorientar a antena, trocar a televisão ou o descodificador, e ninguém terá de subscrever serviços de televisão paga. No caso dos condomínios/edifícios que tenham instalações com amplificadores mono-canal poderão ter que os substituir", relembra.

"As pessoas que não consigam ressintonizar os equipamentos podem ligar para a linha telefónica gratuita (800 102 002) disponibilizada pela Anacom", sublinha, recordando que caso não seja possível fazer a sintonia dos equipamentos por si ou com a ajuda prestada telefonicamente, o regulador agendará uma visita de técnicos devidamente identificados para resolver a questão.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
TDT televisão digital terrestre Alter do Chão 5G Meo Anacom media telecomunicações televisão Palmela
Ver comentários