Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
7

Patrões dos media ouvidos por Marcelo

Presidente recebeu representantes dos principais grupos de comunicação social. Balsemão descarta recorrer a layoff.
José Castro Moura 5 de Maio de 2020 às 08:38
Paulo Fernandes, presidente da Cofina
Francisco Pedro Balsemão, presidente-executivo da Impresa
Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP
Paulo Fernandes, presidente da Cofina
Francisco Pedro Balsemão, presidente-executivo da Impresa
Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP
Paulo Fernandes, presidente da Cofina
Francisco Pedro Balsemão, presidente-executivo da Impresa
Gonçalo Reis, presidente do Conselho de Administração da RTP
Apesar da crise, a Impresa, que detém a SIC e o ‘Expresso’, não tenciona recorrer ao layoff. A garantia foi dada por Francisco Pedro Balsemão, presidente-executivo do grupo de media, à saída da audiência com o Presidente da República, que recebeu esta segunda-feira, em Belém, representantes das principais empresas do setor.

Balsemão reconheceu que a situação nos media é difícil porque "há quebras no mercado" publicitário de 50 a 60% e propõe "um desagravamento fiscal" para os anunciantes de modo a gerar "um ciclo virtuoso" de maior investimento publicitário que promova a recuperação da economia. Diz ainda que os 15 milhões de euros do Estado para apoiar o setor ficam "aquém das expectativas".

O presidente da RTP, por sua vez, afirmou que não estão em causa "ajudas financeiras adicionais" para a estação pública. Gonçalo Reis assegurou ainda que foram integrados 180 trabalhadores precários nos últimos 18 meses.

Para além da SIC e da RTP, Marcelo Rebelo de Sousa recebeu ainda Paulo Fernandes, presidente da Cofina, Nicolau Santos, da Lusa, Luís Cabral, da Media Capital, e D. Américo Aguiar, da Renascença.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)