Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
2

Sindicato dos Jornalistas lamenta que jornalismo esteja fora das preocupações partidárias

Em causa os programas eleitorais para as eleições legislativas, para 30 de janeiro.
Lusa 12 de Janeiro de 2022 às 16:35
Jornalistas
Jornalistas FOTO: Sérgio Lemos
O Sindicato dos Jornalistas (SJ) lamentou esta quarta-feira que a discussão à volta do jornalismo e dos jornalistas esteja "praticamente ausente dos programas eleitorais", cujas eleições legislativas estão marcadas para 30 de janeiro.

"Em arranque de ano civil e tendo em conta que no ano passado dois jornalistas venceram o Prémio Nobel da Paz, Maria Ressa e Dmitry Muratov, o SJ lamenta que em vésperas de eleições legislativas a discussão em torno da profissão esteja praticamente ausente dos programas eleitorais", afirma a estrutura sindical, em comunicado.

"O chavão que o jornalismo é um pilar de uma sociedade democrática é tantas vezes usado por responsáveis políticos que seria de esperar que a defesa do jornalismo deixasse de se limitar ao discurso e passasse a fazer parte da ação", considera o Sindicato dos Jornalistas.

O SJ recorda que "ao longo do último ano" fez várias propostas "a todos os partidos políticos com assento parlamentar.

"Estranhamente ou não, e apesar da anuência ou concordância manifestada nessas reuniões, o jornalismo e os jornalistas praticamente não entram nas preocupações de quem quer ser governo a partir de dia 30 de janeiro", critica o Sindicato dos Jornalistas.

O SJ "sempre apoiou e apoiará todas as medidas em defesa da profissão e do serviço público de notícias (rádio, televisão e agência), sublinhando a importância de manter e reforçar esse serviço público, que é essencial a um saudável regime democrático", defende.

Ver comentários