Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Sindicato marca concentração junto ao JN contra os despedimentos na Global Media

Site-Norte recordou que no grupo que detém também o Diário de Notícias e a TSF, "está a decorrer despedimento coletivo de 81 trabalhadores".
Lusa 30 de Novembro de 2020 às 20:59
Prédio do JN
Prédio do JN FOTO: Sónia Caldas
O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Norte (Site) vai manifestar-se, na próxima quarta-feira, junto ao Jornal de Notícias, no Porto, por causa do despedimento coletivo na Global Media.

Em comunicado, o Site-Norte recordou que no grupo Global Media, que detém também o Diário de Notícias e a TSF, entre outros, "está a decorrer um despedimento coletivo de 81 trabalhadores, jornalistas e trabalhadores do setor gráfico".

A estrutura sindical entende que "esta decisão da empresa é inaceitável e acarreta graves custos sociais e económicos para estes trabalhadores, principalmente numa altura em que a manutenção dos postos de trabalho e a garantia de um futuro para todos é fundamental".

O Site-Norte diz ainda que a "Global Media obteve este ano um 'contrato de publicidade institucional' de mais de um milhão de euros" e que "obteve através de investimentos de capital e de 'perdões de dívida' mais de 15 milhões de euros".

Além disso, de acordo com o sindicato, a empresa "recorreu a apoios do estado, nomeadamente ao 'lay-off' simplificado, abrangendo cerca de 530 trabalhadores", tendo ainda vendido "os edifícios históricos do Diário de Notícias e do Jornal de Notícias".

A 30 de outubro, num comunicado interno a que a Lusa teve acesso, a administração da Global Media disse que "a evolução acentuadamente negativa do mercado dos media, agora mais evidente com a presente pandemia, precipitou os meios de comunicação social numa crise sem precedentes a que importa responder com fortes medidas de contenção".

Perante a "profunda quebra de receitas do setor, em particular na área da imprensa, impõe à Global Notícias, Media Group, SA uma opção difícil, mas inadiável: iniciar um processo de despedimento coletivo que abrange 81 colaboradores, 17 dos quais jornalistas, em diferentes áreas da empresa", lê-se no comunicado.

Ver comentários