Barra Cofina

Correio da Manhã

Tv Media
1

Sul do País prepara migração de emissores da Televisão Digital Terrestre

Processo de ressintonia de canais da TDT arranca a 7 de fevereiro. Quem não o fizer deixa de poder ver televisão.
Duarte Faria 27 de Janeiro de 2020 às 08:20
Dúvidas serão esclarecidas através de uma linha gratuita da Anacom
Dúvidas serão esclarecidas através de uma linha gratuita da Anacom FOTO: iStockphoto
Já são conhecidas as datas de ressintonia dos emissores da Televisão Digital Terrestre (TDT) na primeira região a ser afetada, e que abrange os distritos de Faro, Beja, Évora e Setúbal. Depois do teste realizado em novembro do ano passado no emissor de Odivelas, na região de Lisboa, o processo começa a 7 de fevereiro em Sines e, no caso da região 1, fica concluído a 3 de março em Serpa (ver as restantes datas na tabela ao lado).

Os telespectadores que usam a TDT nestas zonas terão de sintonizar novamente, no dia indicado para a sua localidade, os equipamentos para continuarem a ter acesso aos canais disponíveis em sinal aberto. Se não o fizerem, o ecrã ficará a negro e deixarão de poder ver televisão. Em caso de dúvida, devem contactar a linha gratuita de apoio da Autoridade Nacional de Comunicações (Anacom), disponível todos os dias das 9h00 às 22h00: 800 102 002.

Trata-se de uma alteração que decorre de uma decisão europeia e que, através da libertação de frequências (a banda dos 700 MHz), visa permitir a introdução do 5G (quinta geração móvel) em Portugal, uma tecnologia que se vai tornar decisiva para o desenvolvimento e para a competitividade do País. A conclusão da ressintonia em todo o País está prevista para o verão.
Ver comentários