Barra Cofina

Doenças nas gengivas podem causar cancro, diz estudo

Doença gengival faz com que os neutrófilos libertem citocinas, que provocam infeções noutras partes do corpo.
Por Correio da Manhã 27 de Outubro de 2020 às 20:29
Lavar os dentes
Lavar os dentes FOTO: Getty Images

Um estudo agora revelado, sugere que as doenças nas gengivas podem originar doenças noutras partes do corpo, nomeadamente artrite, doenças cardíacas, diabetes, cancro, doenças respiratórias e demência, segundo o Medical News Today.

A periodontite, ou doença gengival, origina uma inflamação que corrói o tecido mole e o osso que suporta os dentes. Por sua vez, as bactérias da placa dentária atacam o sistema imunológico.

A doença gengival faz com que os neutrófilos (células sanguíneas que fazem parte da defesa imunológica) libertem citocinas, que provocam infeções noutras partes do corpo, segundo os investigadores da Faculdade de Odontologia da Universidade de Toronto, no Canadá, que desenvolveram um estudo para o Journal of Dental Research.

Os investigadores provocaram a periodontite em ratos e verificaram que houve uma proliferação de neutrófilos na medula óssea dos roedores, situação essa que indica ter havido uma resposta imunitária generalizada.

No sentido de perceber se o mesmo se verificava nos seres humanos, os cientistas pediram a voluntários saudáveis para não escovarem os dentes ou utilizarem fio dentário durante três semanas, o que fez com que desenvolvessem gengivite. Ao fazerem análises ao sangue, encontraram neutrófilos, cuja quantidade foi rapidamente reduzida mal recomeçaram a escovar os dentes.

Segundo o Centro de Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos da América, quase 50% dos adultos com mais de 30 anos sofrem de doenças nas gengivas.

Relacionadas
Notícias Recomendadas
Família

Histórias de infidelidade em tempos de Covid-19

Na vida em casal, a convivência permanente pode ocasionar uma série de intempéries, à partida nada que não se resolva ou assim garantem os especialistas. O problema é quando o tal infortúnio veste o nome de infidelidade. Como lidar como uma traição que tem de ser gerida entre as quatro paredes de uma casa, e sem qualquer tipo de escape?

Menopausa

Fátima Lopes: “Cabe a nós mulheres, falarmos com orgulho da menopausa”

“Estou com a menopausa, e agora?”. De acordo com especialistas, esta é a questão que mais mulheres levantam quando se deparam com aquela nova fase das suas vidas. Em Mulheres sem Pausa, conversa-se acerca da Menopausa de forma descomprometida, sem receios ou preconceitos. Tal como deve ser.