Barra Cofina
Powered by

Viroses: as infeções mais frequentes nas crianças

É comum que as crianças tenham até 10 doenças virais por ano nos primeiros anos de vida, sendo os vírus responsáveis por cerca de 90% das infeções nas crianças com menos de 2 anos de idade
21 de Fevereiro de 2020 às 07:03
Ciência desmonta mitos sobre a alimentação


Redigido por Dr. Eduardo Ribeiro (OM34135), pediatra no Trofa Saúde Hospital na Amadora
Boas notícias: são normalmente ligeiras e não duram muito tempo! Mas cuidado, não esquecer que as doenças graves, virais ou bacterianas, muitas vezes começam com sintomas ligeiros… na dúvida fale SEMPRE com o seu pediatra!

As infeções respiratórias são as mais frequentes, especialmente nas crianças com menos de 5 anos. Até cerca de 80% das infeções no inverno que afetam o nariz, os ouvidos, a garganta e os pulmões são causadas por vírus. Também é comum que as crianças fiquem doentes por um vírus logo após terem recuperado de uma infeção de um vírus diferente, por isso pode parecer que estão sempre doentes. À medida que a criança vai sendo contagiada por um vírus, vai ganhando defesas contra esse mesmo vírus.

Os vírus podem espalhar-se facilmente quando as crianças têm contacto próximo entre si, especialmente se andam no infantário. À medida que as crianças crescem, a frequência de contrair doenças virais geralmente diminui.

A maioria das infeções virais é ligeira, dura 3 a 5 dias e o tratamento é geralmente sintomático, acompanhado de repouso em casa.

O vírus pode ser transmitido de pessoa para pessoa em pequenas gotículas do nariz e boca (espirros, saliva ou tosse), vómito ou fezes (especialmente se houver diarreia), pela pele ou por contacto indireto com objetos contaminados, como os brinquedos. O vírus pode espalhar-se facilmente quando as crianças têm contacto próximo umas com as outras, como em creches, infantários ou na escola.

Normalmente, há um atraso entre o momento em que uma criança é exposta ao vírus e quando desenvolve a doença. Geralmente acontece em poucos dias, mas para alguns vírus pode ter um intervalo de até duas a três semanas.

Os vírus não podem ser tratados com antibióticos. Na maioria dos casos o tratamento é feito para diminuir os sintomas como a febre ou as dores. O melhor tratamento é o descanso em casa para permitir que o sistema imunológico da criança lute contra o vírus.

Prevenção das viroses nas crianças
• Uma boa higiene reduz a probabilidade de a criança ser contagiada ou de contagiar os outros: lavar regularmente as mãos; evitar locais com muita gente; não fume nem deixe fumar em locais onde estão crianças; sempre que possível amamente o bebé; não compartilhar copos ou talheres, cuidado com a partilha da chupeta; limpe/aspire regularmente as secreções das crianças;
• Incentivar as crianças mais velhas a tossir ou espirrar no cotovelo;
• Use lenços de papel - ensine o seu filho a deitar os lenços no lixo assim que eles forem usados e a lavar as mãos depois;
• Mantenha a criança em casa, só deve ir para o infantário, se não tiver febre e já não contagiar ninguém.

É quase impossível impedir que as crianças sejam infetadas por alguns vírus, mas outros podem ser prevenidos pela vacinação.

Mantenha as vacinas em dia.