Barra Cofina

Especialista em cardiologia aconselha: “Façam exercício, mantenham-se ativos”

Maio é, tradicionalmente, o mês do coração. Este ano é celebrado em novos moldes.
Por Ana Maria Ribeiro 14 de Maio de 2020 às 08:42
Especialista em cardiologia, Ana Teresa Timóteo
Especialista em cardiologia, Ana Teresa Timóteo FOTO: Direitos Reservados
No mês do coração, a Sociedade Portuguesa de Cardiologia lembra que nunca fez tanto sentido como agora cuidar da ‘máquina’.

CM – Neste ano as celebrações são diferentes?
Ana Teresa Timóteo – Muito diferentes. Todos os anos tentamos promover iniciativas que envolvam o cidadão, mas neste ano, e dadas as circunstâncias em que vivemos, tal não será possível. Estamos a usar os meios digitais e as redes sociais.

– É pertinente lembrar o coração, sabendo que os doentes cardíacos são grupo de risco?
- Sem dúvida. A proporção de doentes cardiovasculares infetados é significativa e, uma vez infetados, têm uma taxa de mortalidade elevada. A taxa global de mortalidade pela Covid-19 é de 3%. Nos idosos está entre os 8 e os 14%, e nos doentes cardiovasculares é de 10 ou 11%.

– O que é que os doentes cardíacos podem fazer para se protegerem da Covid-19?
- O mesmo que o resto da população. Além das medidas de higienização das mãos, sobretudo depois de manusear objetos que não lhes pertençam, as pessoas devem observar a etiqueta respiratória, manter o distanciamento social e, nesta fase de desconfinamento, é fundamental usarem uma máscara cirúrgica, e não uma máscara comunitária. Tem o efeito de evitar que se contaminem os outros.

– O que fazer para melhorar a saúde do coração?

- Isso é válido para toda a gente: façam exercício físico, mantenham-se ativos, pratiquem uma dieta saudável, rica em legumes e frutas, variada, prefiram o consumo do peixe, e, nas carnes, as magras. Vigiar a diabetes e a tensão arterial. Fazer análises periodicamente. Cumprir a medicação e deixar de fumar.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus

- Siga ao minuto as últimas sobre a doença
Mapa da situação em Portugal e no Mundo: veja a evolução da pandemia
- Conselhos sobre o coronavírus no explicador
- Conheça os mitos que deve ignorar sobre a doença

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Notícias Recomendadas
Coronavírus

Mutações podem tornar a Covid-19 mais perigosa?

O novo coronavírus está a mudar em todo o mundo, Portugal incluído. E a mudança de material genético não é necessariamente má: ajuda a conhecer de onde veio o vírus, para onde vai, com que rapidez muda e se está a mudar para melhor, ou pior.