Barra Cofina
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante faça LOGIN Assine Já

Famílias portuguesas demonstraram grande capacidade de adaptação à pandemia de Covid-19

Estudo procurou conhecer o funcionamento e resiliência familiar.
Por Lusa 23 de Novembro de 2020 às 09:36
Família xxx
Família xxx FOTO: Freepik
As famílias portuguesas demonstraram uma capacidade muito grande de adaptação e de resiliência no período de crise pandémica que o país atravessa desde março, de acordo com um estudo divulgado no sábado em Coimbra.

Realizado por uma equipa do Instituto Superior Miguel Torga (Coimbra), entre 16 de março e 25 de outubro, atravessando as várias fases da pandemia da covid-19, o estudo procurou conhecer o funcionamento e resiliência familiar, tendo envolvido 432 participantes de todo o país, a esmagadora maioria de nacionalidade portuguesa.

"Os resultados revelam dados interessantes, um dos primeiros dados é que, no geral, do ponto de vista da funcionalidade, em particular, a coesão e flexibilidade (capacidade de adaptação), as famílias mostraram-se muito flexíveis", explicou à agência Lusa Joana Sequeira, coordenadora do estudo que foi apresentado no 7.º Congresso (Inter)Nacional Conversas de Psicologia, promovido pela Associação Portuguesa Conversas de Psicologia.

Exclusivos

Assinatura Digital

Acesso sem limites em todos os dispositivos Assinatura válida na APP Correio da Manhã Newsletters exclusivas E-paper antecipado no Quiosque Ofertas e descontos do Clube CM+
Assine já! 1€ no 1º mês
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Deixou de fazer exercício físico e agora?

Começou com uma semana que depressa se tornou num mês e, quando deu por si, já não treinava há um ano. Pensava mesmo que o seu corpo não ia dar conta? Um especialista explica o que acontece física e mentalmente quando deixamos de nos exercitar regularmente. E avança com soluções para voltar à boa forma.