Barra Cofina

Nódulos na tiroide: o que são, quais os sintomas e como prevenir

Frequência tende a aumentar com o avançar da idade.
Por Miguel Balança 11 de Março de 2020 às 01:30
Saliência no pescoço pode indiciar a presença de nódulos na tiroide. Deteta-se por palpação
Saliência no pescoço pode indiciar a presença de nódulos na tiroide. Deteta-se por palpação FOTO: Vitor Mota
Nódulos na tiroide são alterações da estrutura do tecido tiroideu. Podem ser despontados por inflamação, infeção, decorrentes do consumo de remédios, por hiperplasia - dado o aumento do número de células, por carência de iodo -, ou ter causa neoplásica, benigna ou maligna. Tendem a aumentar de frequência com a idade.

"Podem ter dimensões várias, desde milímetros a vários centímetros. Quando palpáveis, dizemos que os doentes têm bócio", explica ao CM o endocrinologista e professor da NOVA Medical School, Valeriano Leite.

O aumento da dimensão pode ser causado pela existência de um só nódulo, vários ou tratar-se de bócio difuso, sem a presença de nódulos. "Habitualmente, deteta-se com maior frequência nas mulheres, pois estas recorrem mais do que os homens aos cuidados de saúde", frisa o médico.

Queixam-se de aumento de peso, sintoma associado à disfunção da tiroide, mas cuja relação causa-efeito nem sempre se comprova. Fatores hormonais predispõem as mulheres, mais do que os homens, ao desenvolvimento de nódulos.

Neles, os nódulos são habitualmente maiores. "Provavelmente porque os homens só recorrem ao médico quando os nódulos já são suficientemente grandes para comprimirem as estruturas do pescoço, enquanto as mulheres, recorrem frequentemente ao médico por queixas que nada têm a ver com a tiroide, levando à deteção dos nódulos incidentais", nota o especialista.

SINTOMAS
Saliência no pescoço
A presença de uma saliência no pescoço, sinais de rouquidão, dificuldade em respirar ou ao engolir podem indiciar a presença de nódulos na tiroide.

Emagrecimento
Esta alteração do tecido tiroideu pode provocar sintomas tão dispares como o emagrecimento e aumento de peso. Este último fator leva a que as mulheres consultem mais um endocrinologista. Mas nem sempre se comprova que o aumento de peso decorre da presença de nódulos.

Detetados por palpação
Valeriano Leite, endocrinologista e professor da NOVA Medical School, explica que os nódulos são detetados por palpação ou por método de imagem, como a ecografia ou a tomografia computorizada (TAC). "Em situações suspeitas deverá realizar-se uma biópsia por agulha fina. Deverá também fazer-se o doseamento das hormonas da tiroide no sangue", sublinhou.

10 milímetros é o limite
Os nódulos inferiores a 10 milímetros que não sejam considerados suspeitos após ecografia, não sendo submetidos a biópsia, não necessitam de vigilância na maioria dos casos.

PREVENÇÃO
Não há forma de prevenir
O médico Valeriano Leite é taxativo: "Não há forma de prevenir". Os nódulos da tiroide aparecem com a idade, que os faz aumentar. E fazer fé nos sintomas é avisado, mas pode não revelar tudo. "Na grande maioria dos casos são muito pequenos e não dão qualquer sintoma no pescoço, nem alteram os níveis das respetivas hormonas no sangue", explica o clínico.

Nódulos benignos
Em geral, os nódulos são benignos. "Mesmo nos nódulos malignos, a maioria fica curada com a cirurgia e iodo radioativo, pelo que não está indicado qualquer método de rastreio generalizado, que pode ser gerador de ansiedade nos doentes e ter repercussões económicas negativas para o nosso Serviço Nacional de Saúde", defende o especialista Valeriano Leite.

COMO SE TRATA
"Habitualmente é feita apenas vigilância, estando a cirurgia reservada para os nódulos de maiores dimensões que provocam sintomas no pescoço", sublinha ao CM o médico Valeriano Leite.

Em caso de hipotiroidismo, o doente deverá tomar "as hormonas da tiroide" na forma de um comprimido por dia.

Quando o doente sofre de hipertiroidismo poderão utilizar-se medicamentos que inibem a produção das hormonas tiroideias, o iodo radioativo, que vai diminuir a produção destas hormonas, ou a cirurgia quando o caso é considerado grave.

SAIBA MAIS
Cerca de 5% dos casos são carcinomas
Cerca de 5% dos nódulos da tiroide são carcinomas da tiroide, tumores que habitualmente (95%) são curados com a cirurgia. Podem ser eventualmente tratados com iodo radioativo, após cirurgia, quando indicado.
Notícias Recomendadas
Saúde de A a Z

Iniciativas na luta contra o cancro da mama que fazem a diferença

Outubro é o mês de sensibilização na Luta Contra o Cancro da Mama. Juntámos algumas iniciativas para apoiar uma a prevenção, o diagnóstico e o tratamento de uma doença que é de todos, pois afeta homens e mulheres, e em última instância as famílias.