Barra Cofina

“Em Portugal há carência de vitamina D”: médico faz correlação com mortalidade por coronavírus

Mortes por Covid-19 têm sido associadas à falta desta vitamina no corpo dos doentes.
Por Ana Maria Ribeiro 11 de Maio de 2020 às 08:42
Médico Pedro Lôbo do Vale
Médico Pedro Lôbo do Vale FOTO: Direitos Reservados
É impossível falar de sistema imunitário sem falar de vitamina D, e um estudo recente da Universidade Northwestern, nos EUA, associa os níveis mais baixos desta vitamina a uma maior taxa de mortalidade por Covid-19. O médico Pedro Lôbo do Vale é, desde sempre, um grande defensor da vitamina D.

CM – Os portugueses têm falta de vitamina D?
Pedro Lôbo do Vale– Os estudos feitos em Portugal demonstram que 80% da população tem valores inferiores ao normal. O normal é de 30 a 100 unidades diárias e há pessoas que têm 12, 13, 14.

– A que se atribui a carência? A vitamina é absorvida pelo corpo através da luz solar?
- E não só, também pela ingestão de peixes gordos. Mas é um facto de que cada vez se apanha menos sol. Os trabalhos no exterior são cada vez menos e em lazer as pessoas evitam a exposição solar direta e usam protetor solar, que diminui a absorção da vitamina D.

– E ter baixos níveis dessa vitamina afeta a nossa saúde?
- A vitamina D é fundamental para a imunidade e as pessoas mais afetadas por esta carência são, precisamente, as pessoas de mais idade. Dos 80 para cima, mas também dos 60 até aos 80, e até mais novas. Os que estão em lares, então, não apanham sol nenhum. E têm valores baixíssimos de vitamina D.

– O que se deve fazer?
- Sempre recomendei aos meus doentes tomarem vitamina D para reforçarem o sistema imunitário. Pessoalmente, tomo entre duas mil a quatro mil unidades por dia. Há poucos dias fiz exames e mesmo assim tinha 40.

– Em suplementos?
- Sim. Façam como os nórdicos: tomam óleo de fígado de bacalhau logo pela manhã.

Mais informação sobre coronavírus AQUI.

MAPA da situação em Portugal e no Mundo.

SAIBA como colocar e retirar máscara e luvas.

APRENDA a fazer a sua máscara em casa.

CUIDADOS a ter quando recebe uma encomenda em casa.

DÚVIDAS sobre coronavírus respondidas por um médico

Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24

Relacionadas
Notícias Recomendadas