Barra Cofina

Vacina da gripe ainda não chega a todo o lado mas DGS diz que há tempo

Diretora-geral da Saúde garantiu esta segunda-feira, dia em que arrancou a campanha de vacinação, que não há razão para alarme.
Por Patrícia Moura Pinto 29 de Setembro de 2020 às 08:32
Vacina
Vacina FOTO: CMTV
Em Trás-os-Montes, as vacinas da gripe que deveriam estar disponíveis nos centros de saúde, não chegaram nas quantidades que eram esperadas, uma situação que poderá repetir-se noutros pontos do País. A diretora-geral da Saúde garantiu ontem, dia em que arrancou a campanha de vacinação, que não há razão para alarme.

“As 335 mil vacinas são suficientes para a primeira fase” e as pessoas “não são vacinadas todas no mesmo dia”, alertou Graça Freitas. “Se não forem todas vacinadas até à segunda fase, têm tempo para continuar a vacinar-se”, acrescentou .

Nas farmácias só estará disponível a partir de 19 de outubro, para a segunda fase, mas alguns responsáveis farmacêuticos acreditam que as doses não vão chegar. “Acredito que 1 de outubro seria a data ideal para as termos disponíveis mas já fico contente se conseguir adquirir a quantidade que reservei”, afirmou ao CM João Sá, farmacêutico em Mirandela.

Relacionadas
Notícias Recomendadas
Bem Estar e Nutrição

Como combater os efeitos do frio na pele

Com a descida das temperaturas, estes são os conselhos especializados para a perda de hidratação – e todas as restantes desgraças que afetam a pele no inverno.