Barra Cofina

Correio da Manhã

Boa Vida
4

O que acontece em Las Vegas, fica em Las Vegas

A capital do mundo mudou de sítio para o meio do deserto.
Francisco Penim 27 de Abril de 2017 às 11:00
Las Vegas
Aqui uma vista a partir das Fontes do Bellagio, com o Paris de fundo, já depois de cair a noite
Os canais de Veneza dentro do Venetian
Alugar um carro e meter-se à estrada também é uma opção
A grande esfinge do luxor é maior do que a original
No Ceaser’s Palace há legionários romanos prontos para tirar selfies
A montanha russa do New york New York dá a volta ao edifício do hotel
A magia do Cirque du Soleil
Las Vegas, viagem, destinos, férias, EUA
Las Vegas
Aqui uma vista a partir das Fontes do Bellagio, com o Paris de fundo, já depois de cair a noite
Os canais de Veneza dentro do Venetian
Alugar um carro e meter-se à estrada também é uma opção
A grande esfinge do luxor é maior do que a original
No Ceaser’s Palace há legionários romanos prontos para tirar selfies
A montanha russa do New york New York dá a volta ao edifício do hotel
A magia do Cirque du Soleil
Las Vegas, viagem, destinos, férias, EUA
Las Vegas
Aqui uma vista a partir das Fontes do Bellagio, com o Paris de fundo, já depois de cair a noite
Os canais de Veneza dentro do Venetian
Alugar um carro e meter-se à estrada também é uma opção
A grande esfinge do luxor é maior do que a original
No Ceaser’s Palace há legionários romanos prontos para tirar selfies
A montanha russa do New york New York dá a volta ao edifício do hotel
A magia do Cirque du Soleil
Las Vegas, viagem, destinos, férias, EUA
A cidade de Las Vegas foi edificada com o objetivo de entreter à grande o máximo número de pessoas possível, fazendo-as gastar a maior quantidade de dinheiro praticável.

Pelo meio desta definição, que põe qualquer um de pé atrás, Las Vegas é muito mais do que um sorvedor de cartões de crédito, à distância de dois voos de avião a partir de Lisboa. Na verdade, se optarmos por não jogar nos casinos e esquecer por momentos que o flagelo dos sem-abrigo é um problema gigantesco, Las Vegas consegue ser um destino único no Planeta.

Las Vegas é uma cidade de microcosmos concretizados fisicamente em hotéis que são, em si, destinos dentro da mesma metrópole.

Todas as pessoas que estão na cidade, a toda a hora, entram em táxis para os levar a determinado destino e, invariavelmente, dizem a frase: "Leve-me ao hotel tal". Ninguém diz: "Leve-me ao parque, ao restaurante, ao cinema, ao casino x, etc". E a razão é que os hotéis são a razão de ser de Las Vegas. Tudo o que o turista precisa para se entreter está dentro de cada hotel.

É um conceito de Vegas, onde a sala de espetáculos, o restaurante, a discoteca, o bar, o cinema, a loja, a galeria, o museu, a igreja, a piscina, o parque de diversões, a atração, a (coloque aqui o nome do que quiser) está tudo dentro do mesmo hotel. Isto em vários hotéis com milhares de quartos cada um. Dos 10 maiores hotéis de todo o Mundo, seis ficam na mesma rua na cidade de Las Vegas.

Em toda a cidade há restaurantes com um total de 22 estrelas Michelin, onde a lista de espera ultrapassa os cinco meses. No Venetian é possível andar de gôndola como se estivesse em Veneza.

No Ceasar’s Palace pode tomar café na Piazza Navona. No Paris pode subir à Torre Eiffel. No Luxor pode entrar na Grande Esfinge de Gizé. No Mirage pode testemunhar a erupção de um vulcão.

Se tiver um espírito mais cultural não perca o Museu do Neon, onde alguns dos mais históricos e majestosos painéis luminosos encontraram o repouso impossível em vida. No Luxor pode entrar a bordo do Titanic. No Bellagio não perca o jardim invertido de flores de vidro de Murano mesmo na entrada principal da receção do hotel.

No Venetian, continue a olhar para o tecto e perceba que é possível sentir-se em Itália. No Mirage visite o aquário e a floresta tropical. Pelo meio de todos os hotéis e de todas as slot machines que se perdem de vista em todos os edifícios, tente resistir ao consumismo e ao sono porque esta cidade respira e suspira 24 horas por dia, sem interrupções mas com arrependimentos, sem limites mas com algumas ressacas, sem travões mas com muitas ilusões.

Na verdade, não há nada que não seja possível fazer em Las Vegas. Por isso é que o mito urbano manda dizer que o que lá acontece, por lá fica.

Grande estilo  
Em linha reta são pouco mais  de 100 quilómetros. E é essa a ideia! Sair de Las Vegas em grande estilo, logo de helicóptero para aterrar no Grand Canyon. São pouco mais de 300 euros por pessoa e a experiência vale o custo. Há vários operadores disponíveis,  mas deve reservar o seu lugar e marcar a viagem para uma hora em que o pôr do sol aconteça no regresso à cidade. Vai ver que Las Vegas à noite tem outro encanto. 
Las Vegas viagem destinos férias EUA
Ver comentários
}