Barra Cofina

Correio da Manhã

C Studio
3
C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Observar, Cheirar, Provar: antes de deitar comida fora, saiba o que fazer

Tudo para evitar o desperdício alimentar. Este é um problema que precisa de alerta urgente. Mas é também um problema com soluções. Uma delas é este selo pioneiro.
23 de Abril de 2021 às 12:18

Faz sentido usar os sentidos? Claro que faz. Observar, Cheirar, Provar. Esta é a premissa de uma iniciativa pioneira lançada pela Too Good To Go, que quer ajudar os portugueses a interpretar e a distinguir as datas de validade dos produtos alimentares. Ao mesmo tempo, dá às marcas a oportunidade de terem um papel mais ativo na batalha contra o desperdício alimentar.

Tudo começou com um pacote de leite gigante no centro de Lisboa, nas Amoreiras, e vários múpis e outdoors espalhados pelo País. Pouca informação foi revelada neste teaser e o objetivo foi mesmo esse: criar curiosidade e levar as pessoas a questionar se um olho, um nariz e uma boca num pacote de leite gigante faziam sentido. A resposta chegou agora: Faz Sentido Usar os Sentidos.

O olho, o nariz e a boca são os elementos simples do novo selo da iniciativa Too Good To Go, que convida os portugueses a usar os sentidos antes de deitar fora qualquer produto alimentar com rótulo de data de durabilidade mínima. É urgente adotar um consumo mais consciente e este selo vem facilitar todo o processo. Antes de deitar fora, observe, cheire e prove. Só depois, tome uma decisão.




"Para uma marca como a Too Good To Go, cujo propósito é combater o desperdício alimentar, a urgência de iniciativas de educação que se traduzam em ferramentas práticas e escaláveis – como é o caso da nossa app e agora deste novo selo – é uma prioridade", explica Madalena Rugeroni, responsável da Too Good To Go Portugal e Espanha.


Sabe distinguir os diferentes prazos de validade?


Por ano, cerca de 9 milhões de toneladas de comida são desperdiçados, na Europa, por falta de conhecimento sobre os prazos de validade* – o equivalente a 10% do desperdício alimentar. "Estes são números aos quais não podemos fechar os olhos", alerta Madalena Rugeroni, responsável da Too Good To Go Portugal e Espanha.

Este problema existe porque, segundo os dados da Comissão Europeia, 53% dos consumidores não sabem o significado dos diferentes rótulos**. Daí esta necessidade de pôr em prática este projeto em vários países onde a Too Good To Go atua, sendo um deles Portugal.



53% dos consumidores não sabem o significado do rótulo "Consumir de preferência antes de" e "antes do fim de". Esta é a designação usada para identificar os produtos com data de durabilidade mínima e que se podem manter seguros para consumo após este prazo, desde que tenham sido conservados corretamente. Aprenda a fazer o teste dos sentidos!


A solução criada pela Too Good to Go é simples e dá resposta aos 49% dos consumidores da União Europeia que acreditam que uma informação mais clara sobre prazos de validade os ajudaria a evitar o desperdício alimentar**.

Para ajudar, a Too Good to Go criou o selo para os rótulos com data de durabilidade mínima com o descritivo: antes de deitar fora – Observar, Cheirar, Provar.



Rótulos em Portugal


Consumir até

Produtos que não devem ser consumidos depois da data indicada na embalagem. A ingestão do alimento depois desse período pode trazer consequências para a saúde do consumidor

Consumir de preferência antes de/antes do fim de

Produtos que, caso tenham sido conservados nas condições indicadas na embalagem, podem ainda estar em condições de ser consumidos depois da data indicada, mesmo que tenham sofrido algumas alterações menores (como a perda do fator "crocante" num pacote de bolachas, por exemplo).

Sem data

Produtos como o sal, por exemplo, não precisam de ter legalmente um prazo de validade porque não se estragam, o que não significa que não devamos, na mesma, ter atenção à forma como os armazenamos.





Desperdício alimentar pode diminuir com este hábito


Uma leitura correta dos prazos de validade pode ser um pequeno passo para "mudar o mundo", recorrendo a algo que é acessível e lógico – os sentidos!




Observar o produto e verificar se tem bom aspeto


Cheirar e comprovar se mantém o odor habitual


Provar e verificar se não existe qualquer alteração no sabor


Se o alimento passar nestes três testes simples, significa que mantém a segurança alimentar e que pode ser consumido.



Atenção que este teste deve ser feito antes de desperdiçar um alimento com rótulo de data de durabilidade mínima – "Consumir de preferência antes de" ou "Consumir de preferência antes do fim de" – e que tenha sido conservado corretamente. Não deve ser aplicado em produtos com data de consumo limite, ou seja, "Consumir até"!


Novo rótulo entra no mercado


A Too Good To Go criou este novo selo de sensibilização e incentiva as marcas a mudarem os rótulos para evitar o desperdício alimentar. Este projeto vai ser, gradualmente, aplicado em todos os países onde opera a Too Good To Go e já está a criar um impacto positivo em Inglaterra, Suíça, Alemanha, França e Áustria. Em Portugal, a iniciativa conta já com 14 marcas envolvidas nesta fase de arranque.

E que marcas é que já aderiram a esta campanha? Diese (F.Lima), Beesweet, Lacticínios das Marinhas, Branca de Neve e Espiga (da Fábricas Lusitanas), Saborosa (Officetotal), GoGo SqueeZ e A Vaca que Ri (ambas da Bel), Montiqueijo, Quinta dos Jugais, Ferbar, El Mandarin, Pantagruel (da Imperial) e Hellmann’s (Unilever).

Entre abril de 2021 e janeiro do próximo ano, vai encontrar à venda produtos – de data de durabilidade mínima – já com este selo desenvolvido pela Too Good To Go. Procure o selo com a mensagem "Antes de deitar fora – Observar, Cheirar, Provar". Estas são as marcas que, para já e em Portugal, manifestam publicamente a intenção e a vontade em ter um papel mais ativo nesta problemática do desperdício alimentar, propondo-se a mudar e a adicionar o novo selo.




O selo vai ser aplicado apenas em produtos com data de durabilidade mínima, que são produtos que, se conservados nas condições corretas, podem ainda estar em perfeitas condições de consumo


Desafio aceite pelos chefs


Henrique Sá Pessoa, Cátia Goarmon (Tia Cátia) e Marlene Vieira são os três chefs com experiência e notoriedade gastronómica já bastante conhecida e querida do público português que se aliaram em força à Too Good To Go para levar esta mensagem a todas as cozinhas portuguesas.



"Um simples observar, cheirar e provar são instintos diários que aplicamos e que podem salvar tanto desperdício alimentar. Sempre lutei e luto por aproveitar tudo o que entra nas minhas cozinhas, tentando não só rentabilizar da melhor forma os ingredientes como evitar desperdício dos mesmos. Leiam bem os rótulos do que compram e usem os vossos instintos, o planeta agradece!", partilha Henrique Sá Pessoa




"Observar, Cheirar, Provar" são três palavras de ordem que partilho com toda a minha família! Em casa, antes de deitar fora um produto vejo qual o prazo de validade do mesmo e uso os meus sentidos para perceber se está apto para consumo", conta Marlene Vieira




"Cá em casa, o combate ao desperdício alimentar é uma regra fundamental. Sempre eduquei os meus filhos a respeitarem os alimentos. Todos os dias, podemos fazer a diferença com pequenas mudanças de comportamento, como usar os nossos sentidos para reduzir o desperdício alimentar. Antes de deitar fora: Observar, Cheirar, Provar", explica Cátia Goarmon (Tia Cátia)


Junte-se a este movimento e participe também ativamente com uma mudança simples: Observar, Cheirar, Provar! Saiba mais sobre as diferenças entre rótulos e descubra dicas de conservação dos produtos em www.observarcheirarprovar.pt.


"Faz Sentido Usar os Sentidos"



Criado pela equipa de design da Too Good To Go, na Dinamarca, em conjunto com a equipa de marketing em Portugal


Graficamente, é um conceito que aposta na linguagem de linhas apuradas e que se destaca pela simplicidade


A iniciativa é mais um passo dado pela Too Good To Go na sensibilização para o desperdício alimentar


A marca continua assim o propósito e impacto positivo no consumo, destacando-se pela eficácia e originalidade das soluções, ao valorizar um equilíbrio entre pessoas, economia e planeta.







*European Comission, 2018

**Flash Eurobarometer, 2015