Barra Cofina

Correio da Manhã

Albufeira
7
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Jardim do Montechoro vai ser recuperado até ao final do ano

Uma das zonas verdes mais emblemáticas de Albufeira, localizada ao cimo da avenida Sá Carneiro, está prestes a entrar em obras, com vista à sua total recuperação
30 de Novembro de 2020 às 12:47
Jardim do Montechoro vai ser intervencionado
Responsáveis visitam Jardim, cujas obras vão ter um valor aproximado de 300 mil euros
Foram instalados painéis fotovoltaicos no parque de estacionamento do edifício municipal em Vale Pedras
Jardim do Montechoro vai ser intervencionado
Responsáveis visitam Jardim, cujas obras vão ter um valor aproximado de 300 mil euros
Foram instalados painéis fotovoltaicos no parque de estacionamento do edifício municipal em Vale Pedras
Jardim do Montechoro vai ser intervencionado
Responsáveis visitam Jardim, cujas obras vão ter um valor aproximado de 300 mil euros
Foram instalados painéis fotovoltaicos no parque de estacionamento do edifício municipal em Vale Pedras

A intervenção no Jardim do Montechoro, no valor aproximado de 300 mil euros, deverá ficar concluída até ao final do ano. Esta irá incidir essencialmente sobre o lago, que será dotado de efeitos de grande impacto visual, melhoramento das acessibilidades, plantação de novas espécies vegetais, substituição do pavimento e colocação de novo equipamento urbano, incluindo a iluminação.

O presidente da Câmara Municipal de Albufeira refere que o Jardim do Montechoro "faz parte da identidade de uma das principais zonas turísticas da cidade e das memórias de várias gerações de albufeirenses, que ao longo dos anos escolheram o local para marcar um dos dias mais importantes das suas vidas, nomeadamente como cenário privilegiado para as mais bonitas fotos de casamento".

A obra, uma vez concluída, irá contribuir para a melhoria da qualidade de vida da população, que desta forma recupera um espaço icónico de lazer e convívio, agora com a vantagem de ser um jardim totalmente inclusivo, cumprindo todas as regras atualmente definidas pela legislação em vigor em matéria de mobilidade, defende José Carlos Rolo. "Além disso, é a imagem da cidade que sai a ganhar, com um espaço totalmente reabilitado, sendo de destacar que na execução do projeto houve uma enorme preocupação em manter a coesão da malha urbana existente, mais concretamente ao nível dos edifícios e da paisagem envolvente", acrescenta.

Refira-se que o espaço se encontrava bastante degradado, o que levou o município a abrir procedimento concursal destinado a promover a requalificação da zona. A empreitada foi adjudicada no passado dia 10 de setembro, pelo valor de 271.121,79 euros, mais IVA, e o auto de consignação da obra assinado no dia 26 de outubro.

Um lago novo, mais árvores e outros equipamentos

O lago, que atualmente se encontra sem água, peixes e tartarugas (provisoriamente colocados num outro jardim da cidade até que termine a obra), irá ver totalmente substituído o sistema de efeitos de água que se encontra obsoleto há vários anos. Com vista a possibilitar a convivência entre efeitos de água e vida animal, sem esquecer o caráter lúdico do local, conhecido por muitos como o Jardim dos Casamentos, prevê-se a implementação de efeitos de água simples compostos por jatos borbulhantes e micronizações iluminadas com cor – efeitos de grande impacto visual sobretudo à noite – que reforçam o caráter festivo do equipamento.

As árvores existentes serão mantidas, sendo reforçada toda a zona verde com a plantação de novas espécies arbóreas. Paralelamente, está prevista a colocação de novo mobiliário urbano, nomeadamente bebedouros, mesas de piquenique, bancos e iluminação.

Forte aposta na eficiência energética

"A eficiência energética e a sustentabilidade ambiental são um investimento no futuro e o Município de Albufeira está bem consciente da sua importância" afirmou José Carlos Rolo, esta sexta-feira, aquando da ligação simbólica dos painéis fotovoltaicos instalados no parque de estacionamento do edifício municipal em Vale Pedras, após o equipamento ter estado duas semanas em testes.

O sistema faz parte de um conjunto mais alargado de investimentos "que têm por objetivo melhorar a eficiência energética do concelho, através de uma aposta clara em tecnologia limpa que permite diminuir o consumo de eletricidade e consequentemente da nossa pegada ecológica, com a redução substancial da produção de Co2", refere o presidente, que aponta, ainda, como grande vantagem a poupança anual nos custos de energia elétrica.

Trata-se de uma instalação de sombreamento para viaturas, com cobertura de 312 painéis solares fotovoltaicos destinados à produção de energia para autoconsumo, que irá permitir o abastecimento do Edifício Administrativo de Vale Vedras, Oficinas Municipais, Canil, bem como as restantes instalações do complexo de edifícios existentes junto aos armazéns municipais.

O sistema, com um custo total superior a 150 mil euros, tem uma potência instalada de 103KW/pico e uma produção média estimada de 500Kwh/dia (total), 180MW ano. Refira-se que com a instalação destes painéis o Município irá conseguir uma poupança média mensal de 1.500 euros (aproximadamente 50 a 70% do valor total da fatura), o que representa um ganho anual de 18 mil euros. Em termos de impacto ambiental irão ser produzidas menos 42 toneladas de Co2.

Obras de melhoramento no Caminho da Baleeira

Com um investimento superior a 700 mil euros, a empreitada contempla a remodelação da rede de abastecimento de águas e de saneamento básico (troços da rua do Farol, Ponta da Baleeira e Caminho da Baleeira), colocação de novos pontos de iluminação pública, instalação de contentores de RSU (Resíduos Sólidos Urbanos) e ecopontos, pavimentação, alargamento da via e construção de muros confinantes.

José Carlos Rolo, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, destaca a importância da empreitada de pavimentação do Caminho da Baleeira, "que a somar a um conjunto mais vasto de obras, faz parte da estratégia global do município com vista à requalificação da rede viária do concelho para os anos de 2020 e 2021, cujo investimento total ronda os 20 milhões de euros".

Registe-se que a presente empreitada incide sobre a pavimentação de um troço do Caminho da Baleeira, atualmente em tout-venant, e a repavimentação do troço da rua do Farol, Ponta da Baleeira e da restante extensão do caminho com o mesmo nome.

Paralelamente, as zonas mais estreitas irão ser alargadas, para que seja possível a passagem de dois veículos em simultâneo em segurança, sendo que para o efeito irão ser construídos muros em pedra natural num dos troços.