Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
8
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

Mandato autárquico virado para as pessoas

Educação, empreendedorismo, ação social e turismo são apenas algumas das áreas em que a Câmara Municipal tem trabalhado, sem esquecer as Festas da Batalha, que este ano apresentam novo cartaz de luxo
14 de Agosto de 2019 às 16:35
Paulo Jorge dos Santos, presidente da Câmara Municipal da Batalha
Paulo Jorge dos Santos, presidente da Câmara Municipal da Batalha

Entre hoje e o próximo dia 18 de agosto a Batalha está em festa e o cartaz faz justiça a mais de meio século de tradição. Pelo palco principal vão passar nomes sonantes da música nacional – como Amor Electro ou José Cid –, além do artista brasileiro Seu Jorge. Falámos com Paulo Jorge dos Santos, presidente da Câmara Municipal da Batalha, que nos disse o que esperar das festas e aludiu ainda aos desafios do seu mandato autárquico.


Quais são as novidades para as festas este ano?

Destacaria, além da continuidade da aposta em integrar na programação um artista internacional, como é o caso de Seu Jorge, as representações teatrais que vão realizar-se no Mosteiro da Batalha, resultado de uma parceria da autarquia com O Nariz – Teatro de Grupo e que apresentará nos dias 14, 15 e 17, às 19h00, a peça "História de Nuno Álvares Pereira – Santo Condestável". Com esta aposta, pretendemos dar um cunho mais cultural ao programa, associando a História de Portugal e uma das personagens mais interessantes da Idade Média, como foi o Santo Condestável.


Que mais destacaria?

Além dos cinco concertos, todos com entrada gratuita e que incluem nomes de primeira linha, como são os casos de Amor Electro, Matias Damásio, Anjos e José Cid, manteremos a aposta na tenda eletrónica, numa resposta mais vocacionada para os jovens. Ganha também destaque o envolvimento das associações concelhias, que assumem a componente da gastronomia. O desporto é também uma marca consolidada dos festejos, com torneios de futebol, atletismo, caminhadas e xadrez.


Que valor atribuem os batalhenses a estas festas?

São as suas festas e, como tal, o envolvimento é franco e natural. As Festas da Batalha têm mais de meio século e são, indiscutivelmente, uma das referências da região centro. No dia 14 de agosto, que é o feriado concelhio da Batalha, assinala-se a vitória das tropas portuguesas frente às castelhanas, na Batalha de Aljubarrota, em 1385, e os festejos têm também essa marca e simbolismo.


O turismo é uma das grandes apostas do município, com o Mosteiro como ex-líbris.

O Mosteiro, muito por fruto da dinâmica do seu diretor, tem apostado numa linha programática de ações e iniciativas culturais, ao longo de todo o ano que em muito tem beneficiado a Batalha e a região. Sendo o Mosteiro da Batalha o terceiro monumento mais visitado do País, que só em 2018 registou a visita, entre entradas pagas e gratuitas, de mais de 700 mil pessoas, é um dos grandes ícones da arquitetura e da História de Portugal.


Estar mais próximo dos cidadãos da Batalha e das suas necessidades é um objetivo da sua gestão autárquica?

A proximidade na ação autárquica é condição necessária para uma gestão eficaz e orientada para as necessidades dos cidadãos. O facto de a Batalha dispor desde 2017 da primeira Loja do Cidadão do distrito de Leiria, que regista mais de 175 mil atendimentos em apenas dois anos, bem como a aposta consciente na descentralização de novas competências para o município, seja na educação, cultura ou na saúde, é uma marca distintiva da Câmara da Batalha. Dinamizar o projeto do Orçamento  Participativo, que já vai para o sexto ano consecutivo, e otimizar os níveis de resposta e transparência das decisões municipais são uma preocupação constante.


A aposta nos jovens é importante?

As políticas locais de juventude assumem um papel cada vez mais relevante na ação municipal. Estas integram um processo contínuo de interação com os jovens, seja em contexto de educação e formação, seja no desenvolvimento de projetos inovadores como a recente Casa do Conhecimento e da Juventude. De igual forma, fruto de uma parceria sólida com o Instituto Politécnico de Leiria, o Município da Batalha irá, no curto prazo, reforçar a Rede Nacional de Residências para Estudantes Universitários Nacionais e Estrangeiros, contribuindo para a fixação e a qualificação de jovens na região.



E ao nível da ação social?

No domínio social, a Câmara Municipal da Batalha tem reforçado o investimento e diversificado as respostas municipais junto da população mais frágil. Como exemplo, recordo o programa municipal Mova Sénior, que envolve mais de 500 seniores de todo o concelho em atividades como a Academia Sénior ou através do programa de Ginástica Geriátrica e de Hidroginástica nas piscinas municipais. Muito recentemente, conscientes da baixa taxa de cobertura da rede de creches, decidimos implementar mais um importante projeto de apoio social à primeira infância e de promoção da natalidade, o programa Crescer Mais. Com a implementação de mais esta importante resposta, promoveremos a redução das comparticipações familiares na frequência da creche, como estímulo à natalidade, prevendo um apoio de cerca de 500 euros a todas as grávidas no último mês de gravidez.


Que mensagem gostaria de deixar aos munícipes?

Recordando a mensagem do jornalista João Miguel Tavares, responsável das últimas comemorações do Dia de Portugal, creio que os munícipes da Batalha têm motivos para acreditar na sua terra, nos projetos que estamos a desenvolver e todos somos poucos no objetivo de construir um futuro melhor, particularmente ajudando aqueles que mais precisam.
Este ano de 2019, no Dia do Município, decidimos homenagear o voluntariado e expressar a nossa gratidão a todas e todos que desenvolvem alguma atividade solidária para com o próximo.