Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais C-Studio
3
Especiais C-Studio
i
C- Studio é a marca que representa a área de Conteúdos Patrocinados do Universo
É o local onde as marcas podem contar as suas histórias e experiências.

A aposta na sustentabilidade ambiental

Uma casa preocupada com o futuro do planeta
25 de Setembro de 2021 às 09:58
Leonor Freitas, proprietária e gestora da Casa Ermelinda Freitas
Leonor Freitas, proprietária e gestora da Casa Ermelinda Freitas

É impossível não falar em sustentabilidade na Casa Ermelinda Freitas. Qualquer empresa responsável, nos dias de hoje, tem de incluir, entre os seus principais objetivos, preocupações com a sustentabilidade ambiental. É essencial para o futuro do nosso planeta e cada empresa tem de ter o pensamento nisso, diariamente, em tudo o que faz, pois é em equilíbrio com o planeta que nos conseguiremos manter a trabalhar e seremos dignificados pela sociedade.

Como pretendemos que todo o ciclo produtivo seja sustentável, começamos logo nas vinhas. Aplicamos, nos tratamentos contra pragas e doenças, que são essenciais para assegurar a produção de uva todos os anos, produtos amigos do ambiente. Também mantemos, na bordadura das vinhas, refúgios com diversas espécies de plantas para contribuir para a conservação da biodiversidade da flora e da fauna, especialmente aquela que nos ajuda a proteger a nossa vinha, como as joaninhas. Gostamos de as ver a passear nas nossas videiras, até porque também dão o seu contributo na contenção de algumas das pragas das vinhas. Mas não é só no nosso campo que pensamos quando temos em mente a palavra sustentabilidade. É também nas rolhas de cortiça que usamos para vedar os vinhos que pomos no mercado, pois apostámos na compra daquelas que são produzidas de forma sustentável, que têm a melhor qualidade para assegurar o seu valor quando são consumidos, e garantem a manutenção e sustentabilidade do montado de sobro. É preciso assegurá-los para garantir o fornecimento de rolhas de qualidade todos os anos.

Para além de termos investido numa Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR), também produzimos 50% da energia elétrica que consumimos, a partir dos painéis solares fotovoltaicos instalados no telhado do nosso centro de vinificação. Contribuem para diminuir o impacto da nossa atividade no meio ambiente e a nossa pegada ecológica. Ainda suprimimos os desinfetantes e apenas usamos água quente para limpeza dos nossos equipamentos e procuramos reciclar todos os materiais utilizados no ciclo produtivo, como cartão, vidro, plástico, rolhas, paletes, etc. Em todos os nossos contrarrótulos e caixas há o incentivo a todos os consumidores a fazerem o mesmo.