Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
8

Rocha Vieira diz que processo de Macau foi "consistente"

Ex-governador diz que é necessário um "sentido de equilíbrio" nas aspirações democráticas de Hong Kong.
Lusa 19 de Dezembro de 2014 às 07:05
"Será útil recordar que os 'dois sistemas' [Macau e Hong Kong] estão subordinados à condição de 'um país'", diz Rocha Vieira
'Será útil recordar que os 'dois sistemas' [Macau e Hong Kong] estão subordinados à condição de 'um país'', diz Rocha Vieira FOTO: Ricardo Graça

O ex-governador de Macau Vasco Rocha Vieira considera que é necessário um "sentido de equilíbrio" nas aspirações democráticas de Hong Kong no contexto da China.


Com esse equilíbrio "será possível superar este episódio de conflitualidade mais aguda sem que ele deixe marcas profundas para o futuro", referiu Rocha Vieira, num testemunho por escrito à agência Lusa sobre os 15 anos de administração chinesa de Macau.

Comentando as manifestações em Hong Kong, que têm juntado milhares de manifestantes a exigir reformas democráticas no território, Rocha Vieira, salienta que o princípio de "um país, dois sistemas" - numa referência à diferença entre a China continental e as duas Regiões Administrativas Especiais - não podem colocar em causa a coesão do todo.

"Será útil recordar que os 'dois sistemas' estão subordinados à condição de 'um país'", porque "há um princípio geral de soberania da República Popular da China sobre todo o seu território", incluindo Hong Kong e Macau que têm "a sua autonomia na organização das instituições e na administração política, em obediência aos textos, também eles específicos, das respetivas Leis Básicas".

Estas são, diz, "as regras do jogo: nem Hong Kong, nem Macau, são, ou alguma vez pretenderam ser, Estados independentes. São Regiões Administrativas Especiais, com larga margem de autonomia, mas integradas numa comunidade nacional, em relação à qual têm obrigação de lealdade e a necessidade de assegurar uma relação de harmonia, de gestão adequada dos equilíbrios".

Macau Vasco Rocha Vieira Hong Kong
Ver comentários