Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
7

Morreu o histórico líder cubano Fidel Castro

Pai da revolução de Cuba tinha 90 anos. Corpo será cremado este sábado. Decretados nove dias de luto.
Lusa 26 de Novembro de 2016 às 05:41
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, político e revolucionário cubano, tinha 90 anos
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, político e revolucionário cubano, tinha 90 anos
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, político e revolucionário cubano, tinha 90 anos
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte
Fidel Castro, Cuba, morte

O histórico líder cubano, Fidel Castro, morreu aos 90 anos, anunciou este sábado o seu irmão, o Presidente Raúl Castro, na televisão estatal. 

"O comandante-chefe da revolução cubana morreu esta noite às 22h29", afirmou Raúl Castro, que sucedeu a Fidel no poder em 2006.

O corpo do pai da revolução cubana vai ser cremado, de acordo com a sua "expressa vontade", indicou emocionado Raúl Castro, num breve discurso ao país que concluiu com a expressão "Até à vitória, sempre".

"Em conformidade com a vontade expressa pelo camarada Fidel, os seus restos mortais vão ser cremados às primeiras horas" de sábado, disse o Presidente cubano na televisão estatal.

Cuba decretou nove dias de luto nacional pelo óbito do líder histórico Fidel Castro, e anunciou que o funeral vai realizar-se a 4 de dezembro.

Através de um breve comunicado, o Conselho de Estado cubano decretou "nove dias de luto nacional", desde hoje até ao dia 4 de dezembro, domingo.

Acrescenta que "todas as atividades e espetáculos públicos" serão interrompidos.

As cerimónias fúnebres vão realizar-se a 4 de dezembro, em Santiago de Cuba, no sul do país.

Durante a semana vão realizar-se diversas homenagens em Cuba e uma procissão com as cinzas do ex-presidente cubano vai atravessar o país ao longo de quatro dias.

Última aparição pública
Fidel Castro apareceu pela última vez em público no passado dia 15, quando recebeu na sua residência o Presidente do Vietname, Tran Dai Quang.

Após 47 anos no poder, a 31 de julho de 2006, Fidel Castro decidiu afastar-se devido a problemas de saúde e delegou a liderança do regime cubano ao irmão Raul, mais novo cinco anos.

A passagem de testemunho seria definitiva dois anos mais tarde.

Durante a última década, Fidel fez poucas aparições públicas, foi dado como morto várias vezes na Internet e nas redes sociais e manteve um contacto regular com o mundo através dos seus artigos intitulados "Reflexiones", publicados na imprensa oficial e sempre reproduzidos pelos 'media' internacionais.

Também tem sido um anfitrião exclusivo para Presidentes que visitam Cuba, tendo recebido, no final de outubro, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Meses antes de celebrar os 90 anos, Fidel Castro marcou presença, em abril, no VII Congresso do PCC e fez um discurso na sessão de encerramento que soou a despedida: "Talvez esta seja a última vez que falo nesta sala. Em breve cumprirei 90 anos, não em resultado de nenhum esforço mas por capricho do destino. Sou como todos os demais: também chegará a minha hora", afirmou então.

Ao longo dos últimos anos, Fidel também se despediu de alguns dos seus melhores amigos e aliados, como o Nobel da Literatura Gabriel García Márquez (2014), o antigo Presidente sul-africano Nelson Mandela (2013) e o líder venezuelano Hugo Chávez (2013).

Fidel Alejandro Castro Ruz nasceu a 13 de agosto de 1926, em Birán, uma pequena localidade do município cubano de Mayari, no seio de uma família de origens galegas.

Após um longo e conturbado período como opositor do regime de Fulgêncio Batista (um então aliado dos Estados Unidos), o guerrilheiro Fidel Castro, que frequentou Direito na Universidade de Havana, e o seu companheiro de luta Che Guevara chegavam a 01 de janeiro de 1959 a Havana e a Revolução Cubana fazia a sua entrada na História.

Fidel Castro assumiu o poder na ilha e tornou-se numa das figuras mais carismáticas, mas também das mais controversas, da História política do século XX.

Fidel Castro líder Cuba morte política
Ver comentários