Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto

Portugal espera estrelas no novo Guia Michelin

Expetativa é que os restaurantes portugueses dupliquem as distinções atuais.
23 de Novembro de 2016 às 07:54
Restaurante Belcanto do chef José Avillez, em Lisboa
Restaurante Vila Joya, em Albufeira
O chef no restaurante Ocean no hotel Vila Vita, no Algarve
O restaurante The Yeatman, no Porto, foi promovido à categoria de duas estrelas. Obra do chefe Ricardo Costa
O Il Gallo D'Oro, no Funchal, passa a ter duas estrelas Michelin, Benoît Sinthon é o chefe da casa
Restaurante Bon Bon, em Carvoeiro
Restaurante Pedro Lemos, no Porto
Restaurante São Gabriel, no Algarve
Restaurante Willie's, em Vilamoura
Restaurante Henrique Leis, em Almancil
Restaurante Casa da Calçada, em Amarante
Restaurante Fortaleza do Guincho, em Cascais
Restaurante Feitoria, em Lisboa
Restaurante Eleven, em Lisboa
Henrique Sá pessoa com a equipa do Alma, em Lisboa, distinguido com uma estrela
Rui Paula viu o seu trabalho no Boa Nova, de Leça da Palmeira, premiado com uma estrela
O Antiqvvm, do chefe Vitor Matos, levou mais uma estrela à Invicta
O Lab By Sergi Arola, da Penha Longa, em Sintra, também tem uma estrela
Miguel Laffan, chefe do  L'and Vineyards recuperou a estrela perdida em 2016 no guia da Michelin
O Loco, em Lisboa, pôs em evidência do chefe Alexandre Silva,
O restaurante William, do Hotel Belmond Reids, no Funchal tem agora uma estrela Michelin
Restaurante Belcanto do chef José Avillez, em Lisboa
Restaurante Vila Joya, em Albufeira
O chef no restaurante Ocean no hotel Vila Vita, no Algarve
O restaurante The Yeatman, no Porto, foi promovido à categoria de duas estrelas. Obra do chefe Ricardo Costa
O Il Gallo D'Oro, no Funchal, passa a ter duas estrelas Michelin, Benoît Sinthon é o chefe da casa
Restaurante Bon Bon, em Carvoeiro
Restaurante Pedro Lemos, no Porto
Restaurante São Gabriel, no Algarve
Restaurante Willie's, em Vilamoura
Restaurante Henrique Leis, em Almancil
Restaurante Casa da Calçada, em Amarante
Restaurante Fortaleza do Guincho, em Cascais
Restaurante Feitoria, em Lisboa
Restaurante Eleven, em Lisboa
Henrique Sá pessoa com a equipa do Alma, em Lisboa, distinguido com uma estrela
Rui Paula viu o seu trabalho no Boa Nova, de Leça da Palmeira, premiado com uma estrela
O Antiqvvm, do chefe Vitor Matos, levou mais uma estrela à Invicta
O Lab By Sergi Arola, da Penha Longa, em Sintra, também tem uma estrela
Miguel Laffan, chefe do  L'and Vineyards recuperou a estrela perdida em 2016 no guia da Michelin
O Loco, em Lisboa, pôs em evidência do chefe Alexandre Silva,
O restaurante William, do Hotel Belmond Reids, no Funchal tem agora uma estrela Michelin
Restaurante Belcanto do chef José Avillez, em Lisboa
Restaurante Vila Joya, em Albufeira
O chef no restaurante Ocean no hotel Vila Vita, no Algarve
O restaurante The Yeatman, no Porto, foi promovido à categoria de duas estrelas. Obra do chefe Ricardo Costa
O Il Gallo D'Oro, no Funchal, passa a ter duas estrelas Michelin, Benoît Sinthon é o chefe da casa
Restaurante Bon Bon, em Carvoeiro
Restaurante Pedro Lemos, no Porto
Restaurante São Gabriel, no Algarve
Restaurante Willie's, em Vilamoura
Restaurante Henrique Leis, em Almancil
Restaurante Casa da Calçada, em Amarante
Restaurante Fortaleza do Guincho, em Cascais
Restaurante Feitoria, em Lisboa
Restaurante Eleven, em Lisboa
Henrique Sá pessoa com a equipa do Alma, em Lisboa, distinguido com uma estrela
Rui Paula viu o seu trabalho no Boa Nova, de Leça da Palmeira, premiado com uma estrela
O Antiqvvm, do chefe Vitor Matos, levou mais uma estrela à Invicta
O Lab By Sergi Arola, da Penha Longa, em Sintra, também tem uma estrela
Miguel Laffan, chefe do  L'and Vineyards recuperou a estrela perdida em 2016 no guia da Michelin
O Loco, em Lisboa, pôs em evidência do chefe Alexandre Silva,
O restaurante William, do Hotel Belmond Reids, no Funchal tem agora uma estrela Michelin
A Michelin anuncia hoje, em Girona, quais são os restaurantes portugueses e espanhóis distinguidos com uma, duas e três estrelas, naquele que deverá ser o melhor ano de sempre para Portugal, segundo a organização.

A edição de 2017 do Guia Michelin Espanha e Portugal é apresentada hoje, numa cerimónia em Girona, esperando-se que os restaurantes portugueses dupliquem as distinções atuais.

O guia de 2016 manteve em 14 o número de restaurantes portugueses distinguidos, dos quais três com duas estrelas: Belcanto (Lisboa), Ocean (Armação de Pera) e Vila Joya (Albufeira). Os restantes foram classificados com uma estrela: Bon Bon (Carvoeiro), Pedro Lemos (Porto), São Gabriel (Almancil), Willie's (Vilamoura), Henrique Leis (Almancil), Il Gallo d'Oro (Funchal), Casa da Calçada (Amarante), Fortaleza do Guincho (Cascais), The Yeatman (Porto), Feitoria (Lisboa) e Eleven (Lisboa).

Na edição deste ano, o Bon Bon foi a novidade, ao conquistar a primeira estrela ('muito boa mesa na sua categoria'), enquanto o L'And Vineyards perdeu a estrela conquistada no ano anterior.

Os responsáveis do Guia anunciaram, em outubro, que Portugal terá resultados "bombásticos", duplicando os galardões, mas não irá conquistar a primeira distinção de três estrelas, a classificação máxima atribuída pelo guia.

Em Espanha, a novidade mais esperada - e já alvo de muita especulação - é a atribuição de três estrelas a um novo restaurante, que se junta aos oito estabelecimentos que gozam desta distinção (Akela'e, Arzak, Azurmendi, El Celler de Can Roca, DiverXO, Martín Berasategui, Quique Dacosta e Sant Pau).

Segundo a diretora comercial da Michelin Travel Partner, Mayte Carreño, 2017 será "um ano muito bom, o melhor para Espanha e Portugal desde há vários anos, com estrelas muito distribuídas e a constatação de que a alta gastronomia se desenvolve não apenas em destinos já consolidados".

Em Portugal e Espanha, o guia distingue atualmente um total de 188 restaurantes, dos quais 23 com duas estrelas ('mesa excelente, merece um desvio') e oito com três estrelas ('cozinha de nível excecional, que justifica a viagem', todos em Espanha).

As estrelas são definidas mediante visitas dos 12 inspetores do chamado 'guia vermelho' para a Península Ibérica, que avaliam, entre outros critérios, a qualidade dos produtos, o ponto de cozedura, os sabores, a criatividade, a regularidade da cozinha e a relação qualidade/preço.

Criado no início do século XX para ajudar os viajantes nas suas deslocações, o Guia Michelin é hoje considerado uma referência mundial na qualificação de restaurantes. Portugal entrou no roteiro em 1910.

Os anfitriões da cerimónia de hoje à noite, que conta sempre com um forte aparato mediático, são os irmãos Roca - que em Girona têm o restaurante El Celler de Can Roca, atualmente considerado o segundo melhor restaurante do Mundo, segundo a votação da revista Restaurant.
Ver comentários