Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
5

Suíços dizem sim aos novos membros da UE

Cinquenta e seis por cento dos eleitores suíços aprovaram a abertura do seu mercado de trabalho aos 10 novos países membros da União Europeia (UE), revelam os resultados oficiais do referendo realizado este domingo.
25 de Setembro de 2005 às 14:05
De acordo com a agência noticiosa ATS, o cantão que se mostrou mais favorável a esta abertura foi o de Vaud, com 65,3 por cento dos votos a favor. A oposição concentrou-se em seis pequenos cantões do centro e do norte da Suíça.
Em questão neste referendo estava a ampliação aos dez países integrados na União Europeia em Maio de 2004 de um acordo de livre circulação de pessoas que a Suíça assinou com Bruxelas.
Na passada sexta-feira, a Comissão Europeia advertia que o “não” teria “repercussões sobre diversos aspectos das relações” com a Suíça. Um “não” poderia pôr em causa a cooperação existente entre a UE e a Suíça, porque instauraria a discriminação entre antigos e novos membros da UE, um cenário que Bruxelas dificilmente aceitaria.
DURÃO BARROSO FELIZ COM O RESULTADO DO REFERENDO
O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, congratulou-se este domingo com o voto favorável da Suíça no referendo sobre a extensão do acordo sobre a livre circulação de pessoas aos 10 novos estados-membros da União.
Segundo Durão Barroso, "este voto mostra que a Suíça e a União Europeia trabalham em conjunto com êxito para promover a integração dos nossos povos e das nossas economias e para reforçar a coesão da Europa".
Ver comentários