Barra Cofina

Correio da Manhã

Cm ao Minuto
9

Universidade de Coimbra vai tratar arquivo que é "a história" de Timor em vídeo

Lusa 7 de Dezembro de 2016 às 13:59

A Universidade de Coimbra vai colaborar na preservação e dinamização do espólio de mais de 5.000 horas recolhidas pelo jornalista Max Stahl em Timor-Leste, "a história do país em vídeo", informou hoje a instituição.

O arquivo de mais de cinco mil horas, que está "praticamente digitalizado", vai agora contar a colaboração da Universidade de Coimbra (UC) no tratamento, indexação e catalogação de todo o espólio recolhido por Max Stahl, o jornalista inglês que filmou e divulgou o massacre de Santa Cruz, em 1991, quando o exército indonésio abriu fogo sobre a população, matando 271 pessoas no local e outras 127 que viriam a morrer nos dias seguintes.

A iniciativa surge após um protocolo entre a UC, o instituto Max Stahl e a Universidade de Timor-Leste, informou hoje o vice-reitor da instituição de Coimbra Joaquim Ramos de Carvalho, que falava durante a apresentação pública da iniciativa da UC "Timor: Imagens e palavras que mudaram o mundo".