Reportagens Interativas

Fugir da Ucrânia para "o ponto mais distante da Europa": o Algarve

Quando os bombardeamentos russos à Ucrânia se intensificaram, a família Ogiychuk fez as malas em 40 minutos e rumou à Polónia. Mas a guerra continuava demasiado próxima. Portugal foi o destino escolhido para viverem em paz.

Reportagens Interativas

Onde morava gente, restam destroços

Uma chávena em cima da mesa da cozinha, brinquedos espalhados em cima da cama, o que fica de vidas interrompidas pelos bombardeamentos russos na Ucrânia. Nestas casas onde viviam famílias, restam agora memórias, vidros partidos e paredes rasgadas.

Reportagens Interativas

Positivo ou negativo? O balanço de dois anos de pandemia

Depois do "ano da vacina", 2022 marca o "ano do teste". Numa altura em que se assinalam os dois anos da pandemia em Portugal, o Correio da Manhã foi para a rua para fazer o teste à pandemia e saber o que a população ganhou e perdeu com a Covid-19. Veja os testemunhos.

Reportagens Interativas

Mulheres que fogem da guerra

Lágrimas, desespero, indignação. As mulheres são um dos rostos mais visíveis da guerra que se trava na Ucrânia e que já fez mais de um milhão de refugiados, na sua maioria mulheres e crianças.

Reportagens Interativas

Adeus, Pai!

Mais de um milhão de refugiados já deixou a Ucrânia em fuga para os países vizinhos do ocidente. Nas janelas, quase só vemos mulheres e crianças com olhares tristes ou sorrisos inocentes que fogem do ataque russo contra a Ucrânia.

CM Interativo

Em fuga para a paz

Ao oitavo dia da invasão russa da Ucrânia um milhão de pessoas já fugiu da guerra. A ONU admite que o número de refugiados ucranianos possa chegar aos cinco milhões. O CM captou na estação ferroviária de Budapeste, na Hungria, as emoções de quem chega à procura da paz.

Ver + CM Interativo