Barra Cofina

Correio da Manhã

Comunicados de Imprensa
8

SPA solidária defende o papel da cultura e dos autores

Ao longo deste duríssimo ano de pandemia, a SPA acentuou a sua vocação solidária e de reconhecimento dos aspectos marcantes da vida cultural portuguesa.
16 de Março de 2021 às 18:00
Foram atribuídos valores próximos dos dois milhões de euros em acções de apoio aos autores de várias disciplinas. Foram atribuídos os prémios Pedro Osório, José da Ponte e Igrejas Caeiro. Foi também atribuído o Prémio de Criatividade Tecnológica e o prémio para a melhor canção que ajude Portugal a descobrir Portugal, tendo a escolha recaído sobre um tema de Viviane. Agora irá ser atribuído ao melhor disco de fado, o Prémio Carlos do Carmo, homenagem a um grande intérprete que era também  associado da SPA.

Neste momento, tendo em conta os constrangimentos sanitários, a SPA, cria condições para poder entregar os prémios nos próximos dois meses, ainda sem presença de público.

Entretanto está em curso um longo e complexo trabalho de modernização da cooperativa que pretende estar em condições para responder aos desafios e limitações impostos pelo ciclo pandémico que gravemente afectou a vida cultural e artística portuguesa.

A SPA irá continuar a afirmar a importância do seu papel e função na vida portuguesa, consciente de que não pode existir recuperação sustentável sem que se valorize a área da cultura e defendam e dignifiquem os seus criadores.

Membro da Direcção do Grupo Europeu de Sociedades de Autores e compositores, com sede em Bruxelas, a cooperativa dos autores portugueses,  assume a todos os níveis essa responsabilidade, sabendo que vão ser muito difíceis os tempos que irão chegar.
Ver comentários