Barra Cofina

Correio da Manhã

Coronavírus

Há 33 casos da variante Ómicron na Europa

Centro europeu explica que "todos os casos confirmados têm um historial de viagens para países africanos".
Lusa 29 de Novembro de 2021 às 15:24
Variante B.1.1.529 'Omicron' da Covid-19
Variante B.1.1.529 'Omicron' da Covid-19 FOTO: Direitos Reservados
Um total de 33 casos da variante Ómicron do SARS-CoV-2, considerada de preocupação, foram até agora detetados na União Europeia e Espaço Económico Europeu (UE/EEE), segundo dados divulgados esta segunda-feira pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC).

Numa atualização epidemiológica publicada ao início da tarde, que tem por base dados facultados ao ECDC pelos Estados-membros da UE/EEE até às 12h30 (hora de Bruxelas, menos uma em Portugal), um total de "33 casos confirmados da variante de preocupação Ómicron foram comunicados por oito países".

Além de Portugal, a nova variante do coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a doença covid-19, foi detetada na Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Alemanha, Itália e Holanda, adianta o ECDC, que cita "informações de fontes públicas", como autoridades de saúde.

O centro europeu explica que "todos os casos confirmados têm um historial de viagens para países africanos, tendo alguns efetuado voos de ligação para outros destinos entre África e a Europa".

Acresce que "todos os casos para os quais existe informação disponível sobre gravidade foram assintomáticos ou ligeiros", não tendo sido ainda comunicados até à data "casos graves nem mortes entre estes casos", assinala esta agência europeia.

O ECDC conclui que existem ainda "vários [outros] casos prováveis de toda a região, mas estes estão ainda a ser investigados".

A estes somam-se casos detetados fora da UE/EEE, em territórios como Austrália, Botswana, Canadá, Hong Kong, Israel, África do Sul e Reino Unido, de acordo com a mesma atualização epidemiológica do ECDC.

A covid-19 provocou pelo menos 5.197.718 mortos mortes em todo o mundo, entre mais de 260,81 milhões infeções pelo novo coronavírus registadas desde o início da pandemia, segundo o mais recente balanço da agência France-Presse.

Em Portugal, desde março de 2020, morreram 18.430 pessoas e foram contabilizados 1.144.342 casos de infeção, segundo dados da Direção-Geral da Saúde.

A doença é provocada pelo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019 em Wuhan, cidade do centro da China.

Uma nova variante, a Ómicron, foi recentemente detetada na África do Sul e, segundo a Organização Mundial da Saúde, o "elevado número de mutações" pode implicar uma maior infecciosidade.

Ver comentários