Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

"Irritar" os não-vacinados: Eis a nova estratégia de Macron para combater a Covid-19 em França

Cerca de cinco milhões de franceses ainda não se vacinaram.
Correio da Manhã 5 de Janeiro de 2022 às 14:07
Emmanuel Macron
Emmanuel Macron FOTO: Reuters

Emmanuel Macron admitiu ter "muita vontade de irritar" os cerca de cinco milhões de franceses que ainda não se vacinaram contra a Covid-19, admitindo que essa é a "estratégia" que pretende usar "até ao fim" do combate à pandemia.

O presidente francês deu uma entrevista ao jornal Le Parisien, onde, durante duas horas e quinze minutos, respondeu às perguntas de sete leitores.

"Não os vou vacinar à força", disse Macron que garantiu que a partir do dia 15 de janeiro todos aqueles que não estiverem vacinados não podem "ir a um restaurante, beber um copo, nem ir ao teatro, ou ir ao cinema".

As afirmações de Macron não caíram bem à oposição francesa, que acusa o presidente de usar uma linguagem "agressiva" e de "desprezar os franceses". 

Em França, 73,6% da população já foi vacinada, mas, tal como no resto da Europa, tem registado novos recordes diários devido à propagação da variante Ómicron. 

Emmanuel Macron Covid-19 questões sociais economia negócios e finanças
Ver comentários