Barra Cofina

Correio da Manhã

Portugal

Isenção de teste para quem tem dose de reforço há mais de 14 dias

Medida é "um incentivo" às pessoas que estão em condições de ter acesso à dose de reforço.
Lusa 6 de Janeiro de 2022 às 14:29
Vacinação Covid-19
Vacinação Covid-19 FOTO: Direitos Reservados
As pessoas com dose de reforço da vacina contra a covid-19 há mais de 14 dias vão passar a ficar isentos de testagem para determinados locais e atividades, anunciou esta quinta-feira o primeiro-ministro.

"O Governo entende que todas as pessoas que tenham a dose de reforço há mais de 14 dias deixarão de ter de fazer teste" para ter acesso a diversos locais ou atividades, anunciou António Costa no final do Conselho de Ministros.

Segundo o primeiro-ministro, trata-se de "um incentivo" às pessoas que estão em condições de ter acesso à dose de reforço.

De acordo com as novas regras esta quinta-feira aprovadas em Conselho de Ministros para "controlar a pandemia" de covid-19, é obrigatório teste negativo para quem não tenha a dose de reforço da vacina para fazer visitas a lares de idosos e a doentes internados nos hospitais.

Para ter acesso aos grandes eventos, eventos sem lugares marcados ou em recintos improvisados e a recintos desportivos também ficam isentos de testagem as pessoas que tenham dose de reforço há mais de 14 dias.

Por sua vez, o certificado digital é obrigatório para entrar em restaurantes, estabelecimentos turísticos e alojamento local, espetáculos culturais, eventos com lugares marcados e ginásios.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Conselho de Ministros política governo (sistema) questões sociais executivo (governo)
Ver comentários
}