Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Acusações arruínam carreira de Manson

Ex-namorada, a atriz Evan Rachel Wood, foi a primeira a denunciar abusos às mãos do músico.
Sónia Dias 5 de Fevereiro de 2021 às 08:23
Marilyn Manson
Marilyn Manson FOTO: Direitos Reservados
Considerado uma das figuras mais excêntricas e perturbadoras da música mundial, Marilyn Manson sempre andou de mãos dadas com a polémica. Mas, desta vez, o ‘monstro’ sobrepôs-se ao artista, que está a ser alvo de acusações de abuso sexual por parte de várias mulheres. A primeira é Evan Rachel Wood, com quem o músico norte-americano, agora com 52 anos, manteve uma relação entre 2007 e 2010, chegando a ficar noivos.

“O nome do meu abusador é Brian Warner, mais conhecido como Marilyn Manson”, começou por revelar a atriz de 33 anos. “Ele começou a seduzir-me quando eu ainda era adolescente e depois abusou de mim, de forma terrível, durante anos. Fez-me uma lavagem ao cérebro e manipulou-me para ser submissa”, continuou. Logo a seguir, outras quatro mulheres acusaram o intérprete de ‘The Beautiful People’ de abuso sexual, tortura e enclausuramento. Denúncias que foram aplaudidas pela ex-namorada, a atriz Rose McGowan.

Manson diz que as alegações não passam de “distorções da realidade”. Já a ex-mulher, Dita Von Teese, afirmou que os detalhes que vieram a público “não coincidem” com a sua experiência pessoal durante os 7 anos em que estiveram juntos.

Entretanto, o músico, que vai ser investigado pelo FBI, já foi abandonado pela editora Loma Vista e pela agência CAA - que representa Cristiano Ronaldo - e vai ser ‘apagado’ das séries em que participou, como ‘American Gods’ e ‘Creepshow’.
Marilyn Manson Evan Rachel Wood artes cultura e entretenimento política direitos humanos música artistas
Ver comentários