Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
5

As tardes mais ‘cool’ da capital estão de regresso com música no Festival Out Jazz

Funk, soul, jazz e hip-hop vão animar a cidade todos os domingos até outubro.
Vanessa Fidalgo 12 de Setembro de 2021 às 09:41
Edição do Festival Out Jazz conta este ano com lugares marcados
Edição do Festival Out Jazz conta este ano com lugares marcados FOTO: Pedro Catarino
São declaradamente os finais de tarde mais ‘cool’ da capital. Lucky, Acácia Maior com Cachupa Psicadélica e Rycardo asseguram este domingo o festival Somersby Out Jazz, no Jardim Botânico de Lisboa.

O evento regressa todos os domingos até outubro, com muitos outros nomes em cartaz e até uma mudança de cenário.

Esta tarde, a música começa a fazer-se ouvir pelas 16h00 e prolonga-se até ao pôr do sol. As portas abrem uma hora antes do início do primeiro espetáculo.

Face aos constrangimentos atuais para evitar a propagação da Covid-19, este ano o festival tem um novo formato com lugares sentados, uma lotação máxima de cem pessoas e bilhete de ingresso no valor de três euros.

O dinheiro da bilheteira reverte para a União Audiovisual, uma associação de cariz cultural e social que nasceu durante a pandemia para apoiar os profissionais técnicos e artistas da cultura, espetáculos e eventos.

Mas apesar das novas regras, o Out Jazz mantém-se fiel à sua doutrina: proporcionar tardes de domingo inesquecíveis em ambiente urbano, ao som do melhor do jazz, soul, funk e hip-hop. Até ao final de setembro, o Out Jazz está ‘acampado’ no Jardim Botânico de Lisboa, no Príncipe Real, mas muda-se para o Auditório de Pedra, na Tapada da Ajuda, e antecipa o início para as 15h00.

O festival tem o apoio da Câmara Municipal de Lisboa e resulta de uma parceria entre o Programa Garantir Cultura com a Universidade de Lisboa.
Ver comentários