Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura

Eddie Veder regressa a Portugal sozinho mas muito bem... acompanhado

Cantor traz um espetáculo a solo, que inclui músicas dos Pearl Jam e versões de outros artistas.
Miguel Azevedo 20 de Junho de 2019 às 01:30
Eddie Vedder
eddie vedder
Eddie Vedder, Pearl Jam
eddie vedder
Eddie Vedder
Eddie Vedder
eddie vedder
Eddie Vedder, Pearl Jam
eddie vedder
Eddie Vedder
Eddie Vedder
eddie vedder
Eddie Vedder, Pearl Jam
eddie vedder
Eddie Vedder
Pela terceira vez em sete anos, Eddie Vedder regressa esta noite a Portugal, sem os seus Pearl Jam, para um espetáculo na Altice Arena, em Lisboa. O músico, no entanto, não deixará esquecer a sua banda de sempre, uma vez que boa parte do espetáculo conta com músicas do grupo.

Mas há mais. O americano volta a Lisboa na companhia de um repertório de luxo com inúmeras versões de outros artistas: Beatles, Cat Power, Clash, Neil Young, Pink Floyd ou Tom Petty, entre outros. Na decorrente digressão europeia, que arrancou a 9 de junho, em Amesterdão, o músico até já cantou Tom Waits e Metallica.

Em Itália, segunda-feira, Eddie Vedder deu, por exemplo, o pontapé de saída do concerto com uma adaptação de um tema de Warren Zevon (‘Keep Me In Your Heart’), a que se seguiram canções de Cat Stevens (‘Don’t Be Shy’) e The Beatles (‘You’ve Got to Hide Your Love Away’).

Alternando entre a guitarra elétrica, a acústica e o seu ukulele, Eddie Vedder chega mesmo a ser acompanhado, em alguns temas, por um pequeno ensemble de cordas, o Red Limo String Quartet.

Mas o concerto, que andará perto das três dezenas de canções, terá o seu enfoque sobretudo no repertório dos Pearl Jam. Temas como ‘Sometimes’, ‘Better Man’, ‘Porch’, ‘Long Road’, ‘Small Town’ , ‘Indifference’ ou ‘Eldery Woman’ deverão ser escutados esta noite. O espetáculo, esgotado há três meses, tem Glen Hansard na primeira parte.
Ver comentários