Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Festival RFM Somnii adiado por mais um ano para 2022

Cartaz anunciado para 2020 e 2021 está confirmado para o próximo ano, com artistas como Dimitri Vegas & Like Mike, Alok, Miss K8 e Sean Paul, entre outros.
Lusa 12 de Junho de 2021 às 09:03
O festival SOMNII
O festival SOMNII FOTO: Direitos Reservados
O festival RFM Somnii foi novamente adiado e reagendado para 8, 9 e 10 de julho de 2022 devido ao atual contexto pandémico, estando todos os artistas confirmados para a edição do próximo ano, segundo a produtora.

O festival estava previsto realizar-se em julho de 2020, na praia do Relógio, na Figueira da Foz, e foi adiado para julho deste ano e agora novamente remarcado para 2022.

A MOT -- Memories of Tomorrow, promotora e produtora do evento, anunciou a decisão em comunicado e "apesar de todos os esforços feitos para que o RFM SOMNII se realizasse este verão, e em respeito com milhares de pessoas que anseiam há mais de um ano pelo regresso do festival".

Até à tomada da decisão, explica, foram procuradas diversas soluções que garantissem a segurança necessária, como testes à entrada do recinto, utilização de máscara e medição de temperatura do público.

"No entanto, as últimas decisões das autoridades nacionais não permitem, infelizmente, que se realizem eventos desta natureza", explica a organização.

Todos os bilhetes já adquiridos para as datas de 2020 e 2021 permanecem válidos para o próximo ano, mas nos termos do D.L.26-A/2021, quem quiser solicitar o reembolso dos bilhetes poderá fazê-lo nos 14 dias úteis após a data inicialmente programada para 2021.

O cartaz anunciado para 2020 e 2021 está confirmado para o próximo ano, com artistas como Dimitri Vegas & Like Mike, Alok, Miss K8 e Sean Paul, entre outros.

A pandemia de provocou, pelo menos, 3.775.362 mortos no mundo, resultantes de mais de 174,7 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 17.044 pessoas dos 855.951 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, detetado no final de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Ver comentários