Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
2

Livro de memórias de Barack Obama vende 890 mil exemplares em 24 horas na América do Norte

"Estamos encantados com as vendas no primeiro dia", disse David Drake, editor do livro do antigo presidente dos Estados Unidos.
Lusa 18 de Novembro de 2020 às 23:42
Barack Obama quebrou tradição e lançou um forte ataque contra o seu sucessor no cargo de presidente dos EUA
Barack Obama quebrou tradição e lançou um forte ataque contra o seu sucessor no cargo de presidente dos EUA FOTO: Reuters
O primeiro volume do livro de memórias de Barack Obama vendeu 890.000 exemplares nos Estados Unidos e no Canadá nas primeiras 24 horas pós-lançamento, perto do recorde deste género de publicações na história recente.

As vendas do primeiro dia, um recorde da editora Crown Publishing Group, subsidiária da Penguin Random House, incluem reservas, e-books e áudio.

"Estamos encantados com as vendas no primeiro dia", disse David Drake, editor da Penguin Random House. "Refletem o grande entusiasmo que os leitores têm pelo livro e extraordinário, e há muito anunciado, de Barack Obama".

O único livro de um antigo inquilino da Casa Branca que esteve próximo da façanha de "Uma terra prometida" (A Promise Land) são as memórias de Michelle Obama, a mulher do ex-Presidente, cujo "Becoming" vendeu 750.000 cópias na América do Norte no primeiro dia de lançamento em 2018, e já atingiu 10 milhões de exemplares à escala mundial.

O livro de Michele continua a ser procurado e a Crown, que publica o livro dos dois Obama e que terá pagado cerca de 60 milhões de dólares [50,5 milhões de euros] pelos seus livros, ainda prepara uma edição de bolso.

Ao início da tarde de hoje, "A Promise Land" era número um de vendas na Amazon.com, e na Barnes & Noble.com. James Daunt, diretor executivo da Barnes & Noble, referiu à agência noticiosa Associated Press (AP) que a empresa vendeu via internet 50.000 exemplares no primeiro dia, e espera atingir 500.000 nos próximos dez dias.

"Até agora, está lado a lado com o livro de Michele Obama", disse.

Em comparação, "My Life'' de Bill Clinton, vendeu cerca de 400.000 exemplares na América do Norte no seu primeiro dia, e "Decision Points'' de George W. Bush perto de 220.000, com vendas de cada uma destas memórias a rondarem atualmente entre 3,5 e 4 milhões de exemplares.

"Harry Potter and the Deathly Hallows" a sétima e última novela da autoria de J.K. Rowling, mantém-se na linha da frente, ao vender oito milhões de cópias em 24 horas no primeiro dia do lançamento, em 2007.

O livro de Barack Obama (768 páginas), a um preço de 45 dólares (38 euros) surgiu duas semanas após o dia das eleições presidenciais nos EUA, e quando permanece a contestação do Presidente Donald Trump aos resultados que fornecem a vitória ao rival democrata Joe Biden, ex-vice-presidente de Obama.

Ver comentários