Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

Marilyn Manson vai entregar-se à polícia

Músico já tinha sido alvo de um mandado de captura.
Vânia Nunes 27 de Junho de 2021 às 10:31
Marilyn Manson
Marilyn Manson FOTO: Timm Schamberger
Um mês depois de ter sido alvo de um mandado de captura, Marilyn Manson informou que vai entregar-se à polícia de Los Angeles, nos EUA, para responder às acusações de agressão a um videógrafo em 2019, durante um espetáculo em Gilford, no estado de New Hampshire, nos EUA.

De acordo com o responsável pela polícia da cidade, Anthony Burpee, o músico de 52 anos concordou entregar-se em Los Angeles para depois ser transferido para New Hampshire onde será ouvido pela polícia. A primeira sessão do julgamento está prevista para agosto. Caso seja condenado pelo crime de agressão, Marilyn Manson incorre numa pena de prisão que pode ir até um ano e a uma multa de cerca de 1700 euros.

No mês passado, o departamento da polícia de Gilford tinha referido em comunicado que Brian Hugh Warner – o nome verdadeiro do artista – já tinha “conhecimento do mandado há algum tempo”, mas que este não se mostrava disponível para fazer qualquer esforço para responder às questões sobre o processo.

Além deste caso, Marilyn Manson tem sido alvo de várias acusações de natureza sexual por várias mulheres, incluindo ex-namoradas. A última revelação surgiu por parte da sua ex-assistente pessoal, Ashley Walters, que o descreve como um chefe “assustador e violento”, afirmando que Manson disse aos amigos que podiam beijá-la e tocar-lhe.

A equipa do polémico artista negou “veementemente qualquer acusação de agressão”.
Marilyn Manson Los Angeles EUA New Hampshire Gilford crime lei e justiça
Ver comentários