Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
1

‘Memorial do Convento’ com versão em bailado

Obra dançada de Saramago estreia a 4 de junho em Loulé e segue para digressão nacional.
Miguel Azevedo 16 de Maio de 2022 às 09:31
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
A produção é uma criação do coletivo Dança em Diálogos com o apoio da Fundação José Saramago
Associando-se às comemorações oficiais do centenário do nascimento de José Saramago, o Cineteatro Louletano, no Algarve, estreia, no dia 4 de junho, um bailado em III atos, baseado na obra ‘Memorial do Convento’, “unindo, desta forma, o universo literário às possibilidades da dança enquanto expressão narrativa que parte do corpo e do movimento”, lê-se na nota de apresentação.

Criado pelo coletivo Dança em Diálogos, o bailado parte depois para uma digressão nacional, passando por Coimbra (10 de junho), Leiria (15), Alcanena (17), Sintra (25 ), Alcobaça (no âmbito do Festival Cistermúsica - data a designar em julho) e Vila Nova de Famalicão (28 de outubro). Haverá ainda uma apresentação em Lanzarote (onde morava José Saramago) a 2 de julho.

Mas a proposta do coletivo Dança em Diálogos comporta outras vertentes alicerçadas em componentes educativas, como é o caso de ‘Meia-História Encaixa’, uma leitura coreografada do ‘Memorial do Convento’ que se transforma também numa oficina onde as crianças são convidadas a explorar a base narrativa do movimento e como este se propõe a caracterizar as personagens, o espaço e o tempo da ação do romance.
Ver comentários
}