Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Morreu a atriz Sacheen Littlefeather

Ativista dos direitos civis dos nativos norte-americanos recusou receber em nome de Marlon Brando o Óscar de melhor ator.
Octávio Lopes 4 de Outubro de 2022 às 08:40
Sacheen Littlefeather
Atriz recusou receber em nome de Marlon Brando o Óscar de melhor ator
Sacheen Littlefeather
Atriz recusou receber em nome de Marlon Brando o Óscar de melhor ator
Sacheen Littlefeather
Atriz recusou receber em nome de Marlon Brando o Óscar de melhor ator
Morreu Sacheen Littlefeather. A atriz, modelo e ativista dos direitos civis dos nativos norte-americanos tinha 75 anos. Entrou para a história do cinema quando, em 1973, recusou receber em nome de Marlon Brando o Óscar de melhor ator que Roger Moore e Liv Ullmann lhe quiseram entregar.

Brando, premiado como melhor ator no filme ‘O Padrinho’ - interpretava o papel de Vito Corleone, o poderoso chefe da máfia -, não quis ir à 45ª edição da gala da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas dos EUA para protestar pela forma como Hollywood tratava os nativos americanos e pelo que se tinha passado em Wounded Knee, em setembro desse ano - mais de 200 membros da American Indian Movement foram maltratados pelos media e pelas autoridades, por ocuparem a cidade do Dakota do Sul para lembrarem o massacre de 29 de dezembro, de 1890, em que pelo menos 150 homens, mulheres e crianças da tribo Sioux foram mortos pelo 7º Regimento de Cavalaria dos EUA e pelas condições da reserva.

Durante o discurso que Brando escreveu, Littlefeather, na altura com 26 anos, foi vaiada e insultada. Quando saiu do palco, contou que só não foi agredida por John Wayne, ator que se notabilizou em westerns, devido à intervenção de seguranças. Há pouco mais de duas semanas, a Academia pediu-lhe desculpas públicas. Após a cerimónia dos Óscares, entrou para a lista negra de Hollywood e passou a trabalhar em saúde e no teatro, sem deixar o ativismo político.
Ver comentários