Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
6

Morreu Carlos Costa do grupo Trio Odemira

Músico, de 91 anos, morreu no passado domingo, mas notícia só ontem foi conhecida.
Miguel Azevedo 11 de Março de 2021 às 08:30
Carlos Costa (à esquerda na foto) com o irmão Júlio Costa, os dois fundadores do Trio Odemira
Carlos Costa (à esquerda na foto) com o irmão Júlio Costa, os dois fundadores do Trio Odemira FOTO: Direitos Reservados
Tomou a decisão de começar na música quando, aos 14 anos, se mudou de Lisboa para Odemira e durante os primeiros tempos não conseguia dormir à noite por causa dos grupos de cantares alentejanos que às quatro da manhã ainda andavam na rua.

"Um dia meti-me à sucapa num desses grupos", haveria de contar mais tarde. Carlos Costa, músico que com o irmão Júlio formaria primeiro o conjunto Dois Odemira e mais tarde, o famoso Trio Odemira, morreu no passado domingo, aos 91 anos. A notícia foi avançada ontem pela fadista Maria da Nazaré. Residia na aldeia dos Capuchos, no concelho de Almada. Em 2019, o Trio Odemira celebrara 60 anos de carreira no Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz.

Carlos Costa formou com o irmão Júlio (oito anos mais novo) o conjunto Dois Odemira em 1955, depois de vencerem um concurso de novos talentos. No ano seguinte transformaram-se em trio, primeiro com a entrada de José Ribeiro (esteve 22 anos no projeto), e depois de Mingo Rangel. Popularizaram temas como ‘Ana Maria’ ou ‘Anel de Noivado’, entre muitos outros, e venderam milhares de discos. "O nosso cantar é simples e a nossa forma de viver também", dizia Carlos Costa.

PORMENORES
"Alegria contagiante"
Para o fadista Nuno da Câmara Pereira , Carlos Costa era uma pessoa de "sorriso franco e imediato" e "foi uma das maiores figuras do cancioneiro português". "Nunca parou de cantar e de acreditar na sua juventude e alegria contagiante de viver e transmitir felicidade através da sua voz ímpar".

Livro de carreira
Em 2007, o Trio Odemira lançou o livro ‘50 anos de canções’ para celebrar as bodas de ouro do projeto. Nesta edição passava em revista a longa carreira artística. Na mesma altura saiu também um CD comemorativo.
Júlio Lisboa Carlos Costa Odemira questões sociais
Ver comentários