Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

PORTUGAL INVESTE EM MOÇAMBIQUE

Feiras do livro, bibliotecas e arquivo histórico são alguns dos alvos de um investimento na ordem dos 300 mil euros que Portugal vai realizar em Moçambique.
7 de Abril de 2004 às 00:00
A informação é de Rui Pereira, do Instituto Português do Livro e das Bibliotecas (IPLB), entidade investidora, que, em declarações à Lusa, adiantou tratar-se de uma iniciativa no âmbito das acções de cooperação entre os dois países, reforçadas com a recente visita de Pedro Roseta a Moçambique.
De acordo com a mesma fonte, o orçamento distribui-se por três tranches: 150 mil euros para a realização de feiras do livro, 100 mil para acções várias, nomeadamente aquisição de material informático, bibliotecário e fundos documentais e, por último, 50 mil para obras de restauro do Arquivo Histórico de Moçambique (AHM), sediado na capital, Maputo.
“Logo após a independência (1975), o Governo reuniu todo o espólio documental num arquivo central e, graças a apoios internacionais, procedeu à sua microfilmagem completa”, adiantou Rui Pereira.
Sobre a prioridade dada às feiras do livro, sabe-se que a maioria não se destina à capital, onde seria “contraproducente” na medida em que, aí, não falta mercado livreiro.
Neste contexto, preparam-se feiras do livro com periodicidade anual e carácter itinerante, contemplando assim várias cidades e populações.
Ver comentários