Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Português torna-se estrela da 'K Pop' na Coreia do Sul

Frankie Da Ponte Jr. nasceu nos EUA e deu os primeiros passos na música em festas de portugueses.
31 de Dezembro de 2018 às 18:00
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
Cantor português Frankie Da Ponte brilha na Coreia do Sul
No mundo sempre agitado da música eletrónica coreana, designada como 'K-Pop', a 'boys band EXP Edition tem vindo a conquistar popularidade nos últimos tempos, apesar de nenhum dos seus membros ser coreano. Entre os quatro elementos da banda  estão Koki Tomlinson (de ascendência Japonesa and Alemã), Hunter Kohl, (EUA), Šime Košta (Croácia) e um tal de Frankie Da Ponte, que se assume como português.

A banda começou em 2014 e começou por ser recebida com estranheza. Mas os quatro estrangeiros têm vindo a ganhar o seu espaço e os seus membros ganham protagonismo.

Em abril de 2018, Da Ponte participou num concurso de talentos na Coreia e chegou longe na competição. Explicou aos jurados que é "um português que nasceu nos Estados Unidos" e mostrou o seu empenho em aprender a língua local: "Não falo coreano muito bem, mas quando canto fica tudo ok".



Nascido em Bristol, no Estado americano de Nova Iorque, há 28 anos, o artista conta ao jornal americano Providence Journal que começou a cantar em festas de portugueses na juventude. "Cresci como um português-americano, especialmente em Bristol, que é uma espécie de pequeno Portugal. Apesar de ter nascido na América e de ser americano, sentia-me mais português do que americano"

Frankie entrou nalguns musicais, até ter feito uma audição para se juntar aos EXP Edition, em 2014. 

A vida deu então uma total cambalhota. Desde então que vive na Coreia, onde se diz feliz. "Depois de viver na Coreia e de fazer parte desta família coreana, trabalhando com uma equipa coreana e falando coreano, uma parte do meu coração já se sente coreana".

Ver comentários