Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
3

Tintin a cores chega a Portugal

Esta foi a única história de Tintin que Hergé deixou por colorir, quando morreu em 1983.
Correio da Manhã 6 de Dezembro de 2021 às 08:27
Exposição do Tintin na Gulbenkian
Exposição do Tintin na Gulbenkian FOTO: António Cotrim / Lusa
A edição colorida da banda desenhada ‘Tintin no País dos Sovietes’ (1929), do autor belga Hergé, é apresentada esta terça-feira na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa.

Esta foi a única história de Tintin que Hergé deixou por colorir, quando morreu em 1983. Em 2017 foi decidida a publicação de uma edição a cores, sob a direção de Michel Bareau, diretor artístico da Éditions Moulisart, sendo agora publicada em Portugal pela ASA.

A publicação de ‘Tintin no País dos Sovietes’ coincide com a exposição dedicada a Georges Remi (Hergé), que está patente na Fundação Calouste Gulbenkian até 10 de janeiro.
Ver comentários