Barra Cofina

Correio da Manhã

Cultura
9

Torres Vedras inaugura museu dedicado ao Carnaval a 25 de abril

Exposição permanente dá a conhecer a multiplicidade cultural espalhada por mais de 30 carnavais de sete regiões do mundo.
Lusa 7 de Abril de 2021 às 17:44
Carnaval
Carnaval FOTO: Getty Images
A Câmara de Torres Vedras vai inaugurar no 25 de abril o Centro de Artes e Criatividade, um espaço museológico dedicado ao Carnaval que representa um investimento de 3,4 milhões de euros, foi esta quarta-feira anunciado.

A inauguração do Centro de Artes e Criatividade (CAC) esteve marcada para 12 de fevereiro, coincidindo com o início dos festejos carnavalescos, mas foi adiada devido às regras de confinamento impostas pela pandemia de covid-19 e ao cancelamento do próprio programa de Carnaval.

"Através de um percurso expositivo, o equipamento dará a conhecer uma expressão cultural que se manifesta em várias partes do mundo, mas também a história e as características do Carnaval de Torres Vedras", refere o município em nota de imprensa.

A exposição permanente, intitulada 'Carnaval: Ritos, Artes e Criatividade', tem como denominador comum o Carnaval, dando a conhecer a multiplicidade cultural espalhada por mais de 30 carnavais de sete regiões do mundo.

O espaço dá também a conhecer a história e as características do Carnaval de Torres Vedras, que remonta a 1930, mostrando conteúdos históricos e pedagógicos originais relacionados com carros alegóricos criados por artistas locais ao longo dos anos, associações carnavalescas e matrafonas.

Um corso aéreo ajuda a contar o percurso de um Carnaval que acompanha a história e o desenvolvimento do país.

O CAC abre portas também com a exposição temporária 'Carnaval Desenhado', com obras de três escultores e três cartunistas de renome mundial.

O equipamento tem ainda uma loja com produtos oficiais e uma cafetaria.

O museu resulta de obras de transformação num antigo matadouro, orçadas em 3,4 milhões de euros, e é uma das intervenções de regeneração urbana realizadas na zona norte da cidade, que totalizam um investimento de 12,3 milhões de euros, financiado em parte por fundos comunitários.

Ver comentários